FAMOSOS

Após ordem de restrição pedida pelo irmão, Aaron Carter vende todas as armas e vai para tratamento

Aaron Carter, irmão de Nick Carter esteve no centro de uma enorme polêmica familiar nas últimas semanas, mas agora ele quer deixar tudo isso para trás.

Aaron Carter afirma que teria sido abusado sexualmente por irmã dos 10 aos 13 anos - Foto: Reprodução/Instagram
Aaron Carter afirma que teria sido abusado sexualmente por irmã dos 10 aos 13 anos - Foto: Reprodução/Instagram

Redação Publicado em 25/09/2019, às 15h35

Aaron Carter, irmão de Nick Carter – dos Backstreet Boys – esteve no centro de uma enorme polêmica familiar nas últimas semanas, mas parece que agora ele quer deixar tudo isso para trás.

Ele afirmou, em declaração ao site TMZ nesta quarta-feira (25/09) que vendeu todas as armas que tinha e que vai começar a fazer tratamento psicológico. Segundo Aaron, ele fez isso não por imposição de sua família, mas sim por vontade própria.

“Vendi todas as minhas armas ontem. E faz cinco dias que estou sem tomar Xanax”, contou para a reportagem do site americano.

O imbróglio começou quando Aaron foi acusado pelo irmão Nick de ter ameaçado matar sua mulher, Lauren Kitt, que está atualmente grávida. Por isso, Nick se viu obrigado a pedir uma ordem de restrição contra ele.

Em seguida, as atitudes de Aaron deixaram claro que ele estava fora de si: começou a dar declarações desconexas e sem sentido, como por exemplo, acusar seu irmão de ter estuprado uma senhora de 91 anos. Além disso, também passou a provocar o irmão aparecendo em um vídeo cantando uma música da banda N’Sync – banda que era considerada a “rival” dos Backstreet Boys no auge do sucesso, nos anos 2000.

Recentemente, ele usou o Twitter para fazer uma acusação grave contra sua irmã. Ele apontou sua irmã Leslie Carter como a responsável por estupros cometidos contra ele, que teriam acontecido entre seus 10 e 13 anos. Leslie morreu aos 25 anos, em 2012, vítima de uma overdose de remédios.

Comentários