Cenapop
FAMOSOS

Thaila Ayala emociona ao se despedir de amiga que perdeu a luta contra o câncer: “A dor não cabe no meu peito”

Thaila Ayala homenageou a amiga Mel Alves na web
Thaila Ayala homenageou a amiga Mel Alves na web - Foto: Reprodução/ Instagram

Redação Publicado em 19/07/2018, às 18h28 - Atualizado às 18h33

Thaila Ayala usou sua página no Instagram, nesta quinta-feira (19/07), para se despedir de Mel Alves, que faleceu aos 10 anos, após perder a luta com o câncer.

Na rede social, a atriz compartilhou algumas fotos ao lado da pequena, escreveu um bonito texto para homenagear a amiga.

“O dia em que conheci a Mel eu ainda me achava forte, me achava muito forte. Até que aquelas portas da ala infantil de tratamento de câncer se abriram na minha frente e eu dei de cara com aquele ser de luz, ela era só luz, o seu sorriso era de um tamanho e não cabia na sua boca dava para ver que se expandia para sua alma, depois descobri que sua alma era quem sorria”, começou a artista.

“Ela carregava muitos fios em seu corpinho e se divertia em ter diversos cabelos. Uma hora azul outra rosa, o importante era que ela estava viva. Ela tinha 5 anos e já lutava bravamente pela sua vida e essa luta durou alguns anos. Eu vi ela ser curada e também vi um outro câncer aparecer e lá estava ela pronta pra começar mais uma luta”, continuou.

Thaila Ayala homenageou a amiga Mel Alves na web – Foto: Reprodução/ Instagram

“Ela era muito boa em muita coisa, principalmente em arrancar o melhor de mim. Eu sempre pedia a Deus força quando ia visitá-la para que eu pudesse passar força pra ela, mas na verdade quem passava força era ela para mim, era ela que estava me ensinando o tempo todo, e eu achando que eu pudesse estar passando algo para ela. Inocência ou pretensão minha”, continuou.

“Mel não podia ter outro nome, ela era o ser mais doce que eu já conheci. Mel partiu ontem e a dor não cabe no meu peito, eu não queria que ela partisse, eu queria ela aqui me cobrando todas as coisas que havia prometido a ela”, lamentou.

“Mas sabe lá porque Deus quis diferente, tem coisas que realmente não está ao nosso alcance, coisas que jamais vamos entender nesse plano, espero profundamente entender do lado de lá. A princípio era difícil entender como ela tão pequenina podia ser tão gigante ela era uma fortaleza, mas foi facilmente explicável quando conheci sua mãe! Hoje eu sei o que é ser forte, forte é ser Mel porque ela é filha do ser mais forte que já conheci Jozi…”, completou.

Veja o relato na íntegra abaixo.

LEIA MAIS

Preta relembra gravidez em foto antiga
Fábio Assunção fala sobre dependência
Leticia Colin se emocionou em Segundo Sol
Pabllo Vittar responde curiosidades na web
Ex-paquita Tathá anuncia 1ª gravidez
Gracyanne nega ter sido amante de Belo

Veja mais notícias de Famosos.

O dia em que conheci a Mel eu ainda me achava forte, me achava muito forte. Até que aquelas portas da ala infantil de tratamento de câncer se abriram na minha frente e eu dei de cara com aquele ser de luz, ela era só luz, o seu sorriso era de um tamanho e não cabia na sua boca dava p ver que se expandia para sua alma, depois descobri que sua alma era quem sorria. Ela carregava muitos fios em seu corpinho e se divertia em ter diversos cabelos uma hora azul outra rosa, o importante era que ela estava viva. Ela tinha 5 anos e já lutava bravamente pela sua vida e essa luta durou alguns anos. Eu vi ela ser curada e também vi um outro câncer aparecer e lá estava ela pronta pra começar mais uma luta. Foram 5 anos de luta, metade da sua vida Mel viveu entre Quimioterapias, radioterapias, drogas pesadíssimas p pulmão, p coração e pra tanta coisa q eu não faço nem ideia, transplanteS (sim foram mais de 1) mas sempre, sempre com um batom pra alegrar a sua carinha que as vezes mas bem poucas vezes parecia abalada, mas bastava eu chegar pra ela deixar todo mal humor, enjoo, dor de lado e logo se colocar pronta pra qualquer coisa. Ela era muito boa em muita coisa, principalmente em arrancar o melhor de mim. Eu sempre pedia a Deus força quando ia visitá-la pra que eu pudesse passar força pra ela mas na verdade quem passava força era ela pra mim, era ela que estava me ensinando o tempo todo, e eu achando que eu pudesse estar passando algo pra ela. Inocência ou pretensão minha. Mel não podia ter outro nome, ela era o ser mais doce que eu já conheci. Mel partiu ontem e a dor não cabe no meu peito, eu não queria que ela partisse, eu queria ela aqui me cobrando todas as coisas que havia prometido a ela. Mas sabe lá porque Deus quis diferente, tem coisas que realmente não está ao nosso alcance, coisas que jamais vamos entender nesse plano, espero profundamente entender do lado de lá. A princípio era difícil entender como ela tão pequenina podia ser tão Gigante ela era uma Fortaleza, mas foi facilmente explicável quando conheci sua mãe! Hoje eu sei o que é ser forte, forte é ser Mel porque ela é filha do ser mais forte que já conheci Jozi… Ps: continua nos comentários

Uma publicação compartilhada por Thaila Ayala (@thailaayala) em

Comentários