Amor à Vida

Amor à Vida: Ninho sequestra Paulinha e deixa a menina sem comida no cativeiro

Cansado de ser maltratado por Paulinha (Klara Castanho), Ninho (Juliano Cazarré) decide aplicar um castigo na menina: deixa-la uma noite sem comer. Nos próximos

Redação Publicado em 26/07/2013, às 12h50

Cansado de ser maltratado por Paulinha (Klara Castanho), Ninho (Juliano Cazarré) decide aplicar um castigo na menina: deixa-la uma noite sem comer.

Nos próximos capítulos de Amor à Vida, o artista vai sequestrar Paulinha e a enfermeira Ciça (Neusa Maria Faro), e leva-las para o Rio de Janeiro.

No “cativeiro”, Ciça reclama da comida, e pede uma refeição adequada para a menina, que precisa seguir uma dieta por causa do transplante de fígado.

A parceira de Ninho, Alejandra (Maria Maya) retruca dizendo eu ela é uma “velha chata”. Paulinha rebate na hora: “A Ciça tá cuidando de mim!”.

LEIA MAIS: Lídia mostra fotos e alerta Nicole sobre caso
LEIA MAIS: Silvia tira a roupa em consulta para provocar

Ninho cede e promete comprar tudo que ela precisa, mas Alejandra não gosta nada da ideia, e diz que se ele fizer tudo o que a menina manda, ficarão nas mãos das duas.

O hippie diz que só quer o bem da filha, e recebe mais uma da menina, que o chama de mentiroso.

“Gatinha, você pode não acreditar… mas eu sou seu pai”, diz Ninho. “Você não é o meu pai! Pode repetir isso até ficar sem voz que eu nunca vou acreditar!!”, retruca Paulinha.

Ela tenta acalmá-la, diz que quer se aproximar dela. Paulinha responde gritando: “Você me trouxe à força! Eu nunca vou gostar de você!”

Ele relembra as brincadeiras entre os dois, mas de nada adianta: “Fica longe de mim!”, grita a menina.

Ninho não aguenta e explode em raiva: “Você tá sendo muito malcriada. Vai ficar aqui trancada para pensar bem… que você não pode tratar um pai assim”. “Você nunca vai ser meu pai! Nunca!”, responde ela, mais uma vez.

O rapaz tranca a menina no quarto e impede que Ciça leve alimentos para ela: “Eu trouxe umas frutas, só tinha isso que ela pode comer na casa…”, diz a enfermeira. “Não tem frutinha nenhuma, essa garota num tá merecendo, tá muito mal-educada”, ordena Ninho.

Alejandra comemora a atitude do amigo: “Faz muito bem, Ninho. Não pode deixar essa menina tomar as rédeas da situação”. O hippie tira o prato das mãos dela e diz: “Esta noite ela fica sem comer!”.

Comentários