Ex-empresária move processo contra Alejandro Sanz; valor está em R$ 37 milhões

Ex-empresária move processo contra Alejandro Sanz; valor está em R$ 37 milhões - Foto: Reprodução/Instagram

Ex-empresária move processo contra Alejandro Sanz; valor está em R$ 37 milhões – Foto: Reprodução/Instagram

Rosa Lagarrigue, ex-empresária do cantor Alejandro Sanz, está processando o artista em 9 € milhões, que equivalente atualmente a R$ 37 milhões.

Quem deu a notícia foi o jornal espanhol, 20 Minutos, que informou o motivo do processo: supostamente Alejandro teria quebrado um contrato de forma unilateral, sem procurar um acordo.

O caso teria acontecido em 2016. A imprensa local informou que o cantor esteve no tribunal nesta quarta-feira (31/07) para dar detalhes do caso. As informações dão conta que a assinatura do contrato com a ex-empresária aconteceu em 2014 e encerrado de repente dois anos depois.

Alejandro, conhecido no Brasil pelo seu hit Corazón Partio, foi processado pela RLM SA, muito famosa por já ter representado Maná, Miguel Bosé e Mecano.

O jornal El País publicou declaração de Rosa, que é a responsável pela empresa que agora pede indenização ao cantor. Segundo ela, “a ruptura foi completamente unilateral tendo um contrato válido, sem qualquer acordo”.

Rosa também deixou claro que não queria ter que processar Alejandro: “Foi a parte mais triste da vida profissional”, disse ela ao jornal.

Já a revista Ten Minutes afirmou, em publicação nesta semana, que o cantor tentou um acordo amigável para encerrar a ação. Ele ofereceu cerca de 4 € milhões. No entanto, Rosa não aceitou a oferta.

Os representantes do cantor, alocados no escritório de advocacia Pérez Llorca, afirma que a suspensão do contrato seguiu os ritos legais, e dessa forma, não precisam arcar com a indenização pedida por Rosa e sua empresa.

Alejandro continua a sua agenda de shows normalmente, apesar do imbróglio judicial no qual se viu metido.

Comentários