Simony recorda Síndrome do Pânico: “As pessoas achavam que era frescura”

Simony revela como a Síndrome do Pânico afetava a sua vida aos 20 anos - Foto: Reprodução/Instagram

Simony revela como a Síndrome do Pânico afetava a sua vida aos 20 anos – Foto: Reprodução/Instagram

Simony relembrou em entrevista os momentos difíceis pelos quais passou por conta da Síndrome do Pânico, uma doença que afeta cerca de 2% da população mundial e ainda hoje sofre estigma da sociedade.

Em entrevista para o Luciana By Night, de Luciana Gimenez, ela falou sobre a dificuldade que passou por conta do problema, quando tinha aproximadamente 20 anos de idade:

“Era algo meio que desconhecido. As pessoas achavam que era frescura, então eu sempre ia ao médico e: “ah, não tem nada”. Aquilo foi piorando e chegou uma hora em que eu cancelei todos os shows, dormia de mão dada com a minha mãe, larguei carro dentro de túnel várias vezes. Quando dá a crise é terrível.”

Muita gente não conhece os efeitos que a Síndrome do Pânico causa em um indivíduo. É um problema que acarreta problemas para a convivência social em muitas pessoas – para cada homem portador do problema, há duas mulheres com os mesmos sintomas. As principais características da síndrome – que na verdade se chama Transtorno do Pânico – são os episódios de extrema ansiedade por qualquer motivo; às vezes, não é preciso nem uma causa concreta para disparar o intenso medo, que causa problemas físicos e psicológicos terríveis.

Na mesma entrevista, Simony contou que, aos 42 anos, não tem mais episódios de Síndrome do Pânico.

Comentários