FAMOSOS

Tina Turner está processando imitadora 50 anos mais jovem por ser "muito similar" a ela

Tina Turner teme que público possa se enganar com semelhança entre as duas

Dorothea "Coco" Fletcher está sendo processada pela cantora - Reprodução / Instagram @river_concerts @tinaturner
Dorothea "Coco" Fletcher está sendo processada pela cantora - Reprodução / Instagram @river_concerts @tinaturner

Redação Publicado em 09/11/2021, às 11h45

Tina Turner, 81 anos, diz que está processando sua imitadora 50 anos mais jovem por ser "muito similar", de acordo com o jornal britânico The Times

Dorothea "Coco" Fletcher está sendo processada pelos representantes legais da cantora, além de organizadores de diversos espetáculos apresentados por ela na Alemanha, que esteve homenageando Tina.

Seus advogados afirmam que o material de divulgação do espetáculo apresentado por Dorothea, Simply the Best, podem enganar o público a acreditar que o show será da própria cantora. O representante de Tina esteve movendo o processo em 2020, vencendo o primeiro julgamento, após determinação da corte de Colônia de que o material de Dorothea pode ser considerado enganoso.

Já os advogados do responsável pelas apresentações, Cofo Entertainment, chegaram a recorrer e o caso foi para a Justiça Federal Alemã. A empresa também administra a carreira de sósias e imitadores além de Coco, como imitadores de Elvis Presley, Frank Sinatra e até dos Beatles. 

Os representantes da cantora ainda afirmaram que a imagem de Dorothea, que reproduz gestos de Tina não se tratam de uma obra de arte, mas de "uma peça com propósitos comerciais, o que exige aval de Turner. Os representantes da Cofo afirmam que a imagem não é idêntica o suficiente para confundir o público: "Apenas uma pessoa cronicamente estúpida faria uma interpretação tão superficial a ponto de confundir as duas", disse um advogado da empresa. 

Os advogados ainda relatam que se Tina vencer o processo, ela pode resultar na perda de empregos, que seria "danoso para uma indústria milionária de sósias e imitadores". O caso pode ser finalizado em fevereiro de 2022. 

 

 

Comentários