FAMOSOS

Ex-assistente de João Kléber diz que marido a traiu com sua irmã: “Hoje ensino a perdoar”

Elisa Ponte escreveu livro sobre felicidade e ajuda outras pessoas

Elisa Ponte contou que foi traída pelo marido com a irmã - Foto: Reprodução/ YouTube@Cutucast
Elisa Ponte contou que foi traída pelo marido com a irmã - Foto: Reprodução/ YouTube@Cutucast

Redação Publicado em 11/04/2022, às 10h12

Ex-assistente de João Kléber na RedeTV!, a influenciadora e escritora Elisa Ponte contou que foi traída pelo marido com sua própria irmã.

Ao falar sobre um dos momentos mais difíceis de sua vida, ela explicou que o episódio a ajudou a “virar a página” no sentido de se movimentar para ajudar outras pessoas:

“Hoje ensino mulheres a gerenciarem suas emoções. E nisso entra a questão do perdão, da autoestima e da aceitação. Me senti duplamente traída na época, entrei em um estado emocional de tristeza que nem água conseguia tomar, emagreci 33kg e fiquei isolada em casa. Mas tive que aprender a ter inteligência emocional, a gerenciar meus sentimentos e a perdoar não só meu ex marido, mas a minha irmã também. Eu precisava encarar a situação de frente para continuar viva”, explicou ela, no podcast Cutucast, de Rodrigo Bologna.



Apesar da traição, Elisa contou que mantém o contato com a irmã e já perdoou seu ex-marido. A história “de novela” está no livro As Chaves da Felicidades, escrito por ela, com dicas para desenvolver inteligência emocional, valorizar os bons momentos e ser feliz todos os dias, independente dos problemas diários.

“Acabo vendo todas essas experiências como parte de um processo. Acredito que passei por isso justamente para ganhar força na missão de inspirar outras pessoas. Ter inteligência emocional é fundamental para ter sucesso e viver de forma plena. Só conhecendo as próprias emoções e gerenciando cada uma delas conseguimos ter melhores relações e experiência”, garantiu.

Relação abusiva é comum

Durante o bate-papo, Elisa ainda falou de ciúmes, família e lembrou de outros relacionamentos amorosos. Disse que sua liberdade não está à venda e que a maioria dos homens, por insegurança, acaba privando suas companheiras de serem que elas querem ser:

“Relação abusiva é mais comum do que imaginamos. E o meu maior valor é a liberdade. Não vendo para ninguém. Quando falamos de inteligência emocional, estamos falando disso também”, concluiu.

Comentários