Cenapop
FAMOSOS

"Estudava no mesmo colégio que as paquitas", relembra Babu Santana ao falar da infância

Atores fizeram uma live para comemorar o Dia das Crianças, mas também falaram sobre assuntos sérios

Babu Santana atualmente e quando era criança, em foto publicada no Instagram
Babu Santana atualmente e quando era criança, em foto publicada no Instagram - Reprodução/Instagram

Redação Publicado em 12/10/2020, às 11h34

Babu Santana relembrou sua infância em conversa com o ator Jean Paulo Campos em seu canal no YouTube. O ator contou como começou a ter contato com o mundo artístico ainda criança, por conta da profissão de seu pai.

"Meu pai era segurança da Globo, controlava a entrada do pessoal nos programas de auditório da emissora. Estudava no mesmo colégio que as Paquitas. Voltava de ônibus com elas até a Globo", comentou o ator de 40 anos.

Babu disse também que achava tudo aquilo "fascinante", e que fez algumas pontas como figurante em algumas produções gravadas no Teatro Fênix, onde a TV Globo fazia alguns de seus programas antes da criação do Projac.

"Gostava de ir ao programa da Xuxa, porque o cenário era como se fosse um parque", lembrou.

Representativade negra na TV

Jean Paulo comentou em seguida sobre a representatividade negra na televisão atual. "O protagonista ainda é raro. O galã ser preto é raro. Estamos caminhando em passos de neném. Antes da novela, fiz participações, figurações, até que surgiu Carrossel. Quando a novela estreou, mudou tudo. No ponto de ônibus, já me olhavam diferente. Na escola que eu percebi mesmo. Não conseguia mais lanchar sem ter que tirar foto", relembrou o artista, que interpretou Cirilo na novela do SBT.

Por causa de seu trabalho na novela, Jean Paulo ganhou um Troféu Imprensa, que recebeu diretamente das mãos de Sílvio Santos. "Foi quando me dei conta do que havia conquistado. Foi uma representatividade. Antes do Cirilo era uma criança como as outras. Não perdi minha infância. Minha infância foi muito mais legal", brincou.

Questionado por Babu se sofreu algum tipo de racismo enquanto estava em Carrossel, Jean Paulo negou e disse que a fama fez com que ele ficasse, de certa forma, "blindado".

"Não sofria nem um quinto do bullying que o Cirilo sofria. Cirilo sofreu muito mais que eu", disse.

Comentários