Cenapop
Famosos

Anitta abre o jogo sobre plásticas, solteirice, playback e drogas: “Já experimentei muita coisa”

Anitta cantou com o bumbum à mostra e ganhou elogios na web
Anitta cantou com o bumbum à mostra e ganhou elogios na web - Foto: Reprodução/ Instagram

Redação Publicado em 03/02/2020, às 19h20 - Atualizado às 19h28

Uma das cantoras mais cultuadas da atualidade, Anitta abriu o jogo sobre o uso de drogas, cirurgias plásticas e o polêmico uso do playback em algumas de suas apresentações.

À revista Veja, a poderosa foi direto ao ponto, fez várias revelações e não fugiu de nenhum tema.

“Já experimentei muita coisa. Não gosto de julgar as pessoas, mas não achei legal, não. Até beber mesmo, eu só bebo quando estou numa festa. Se eu for num jantar, eu não vou pedir um vinho, uma cerveja. Vou pedir um suco. Agora, se for uma festa, ok, vou beber”, explicou ela, ao falar sobre drogas.

À publicação, Anitta explicou o motivo pelo qual resolveu assumir sua bissexualidade em seu documentário lançado em 2018:

Anitta escolheu figurino ousado para ensaio do Bloco da Anitta – Foto: Reprodução/ Instagram

Anitta contou ainda que a fama dificulta bastante seus relacionamentos, e que por isso continua solteira:

“Estou solteira. Pra casar, tem que testar, né? Vamos testando. É difícil as pessoas terem coragem de tomarem iniciativa. Às vezes, os que mais tomam iniciativa são os gringos, alguém lá de fora que não saiba quem eu sou. Se for alguém que saiba quem sou eu, aí eu que tenho que tomar a iniciativa. Por medo e preconceito”, revelou.

Ao falar sobre plásticas, a artista explicou que fez muitos dos procedimentos porque “deu na telha”:

“Já fiz rosto, corpo, já reduzi seios. As pessoas acham que eu fiz plásticas porque me incomoda. Nada me incomoda. Meu nariz me incomodava. O meu peito me incomodava. O resto, eu porque era muito grande. O resto eu fiz porque deu na telha mesmo”, garantiu.

Em vídeo, a cantora explicou a história de que iria se mudar para os EUA, e disse que ainda não se decidiu completamente:

“Não defini nada. Antes eu pensei que queria. Aí depois eu desisti. Não sei. Acho que eu preciso ter esse tempo livre para curtir, viver, que eu não sei como é isso ainda, e aí, sim, tomar uma decisão”, disse.

Sobre o polêmico playback, Anitta admitiu o uso, mas apenas em situações distintas:

“Quando é alfo pop/funk, que envolve a sonoridade, eu uso, sim. Não em 100% da música, mas nas partes que mais combina, por achar que necessita de mais força. E assim fazem todos os cantores internacionais que têm esse ritmo, mas como eu sou brasileira, vem o preconceito”, opinou.

Ao final, Anitta ainda falou sobre a possibilidade de atuar na TV:

“Seria, super [trabalhar como atriz]. Sempre tive vontade, sempre me convidaram, mas eu nunca aceitei grandes coisas porque eu não tinha tempo de estudar. Gosto de fazer tudo bem feito. Agora, como vou dar uma reduzida, dá tempo de estudar, parar um pouquinho”, completou.

Comentários