Cenapop
FAMOSOS

Penélope Nova mostra antes e depois de plástica nos seios: “Teta de ninfeta”

Penélope Nova mostra antes e depois de plástica nos seios
Penélope Nova mostra antes e depois de plástica nos seios - Foto: Reprodução/ Instagram

Redação Publicado em 21/01/2020, às 20h56 - Atualizado às 21h05

Penélope Nova recorreu ao Instagram para mostrar um “antes e depois” de uma cirurgia plástica que fez recentemente para levantar os seios.

Na rede social, a apresentadora compartilhou uma foto na qual aparece ainda com os drenos, e contou que optou por colocar a menor prótese de silicone do mercado (de 160 ml):

“Foram 160 ml em cada uma das minhas mamas. Poderia ser menos, mas esta é a menor prótese do mercado. Aceitei bem de boa, porque, mesmo inchadérrimo, grande não tá”, disse ela.

Em seguida, Penélope contou que estava feliz com o resultado, e que falou sobre os cuidados do pós-operatório. Ao finalizar, ela ainda brincou dizendo que está com “teta de ninfeta”.

Veja as postagens abaixo.

 

Ver essa foto no Instagram

 

YanoMAMA (índia de tetas caídas) Pra você que tá se perguntando “qual a necessidade de postar essa foto”, aqui vai: Antes de mais nada, eu postei porque quis. Me sinto pré adolescente falando isso, mas “o Instagram é meu e eu posto o que eu quiser”. E, muito embora isso seja uma grande verdade, ela se enraiza em razões mais profundas. Pra quem não viu meu “curta” nos stories, ele está nos destaques (como #tetadaninfeta) e resume bem meu histórico mamário. Só que a ideia ali era somente essa – elencar os fatos que me levaram à cirurgia pela terceira vez. Vez essa que (apesar e por causa de si mesma) seria novamente diferente das outras, não apenas pela natureza mais delicada da situação (a remoção por contratura da prótese prévia), mas também pelo que significava fazê-la nesse momento da minha vida. Eu me tornei muito peituda “da noite pro dia”. Acordei usando 46. Não chegou a ser um problema pra mim – eu não tinha vergonha do fato, não usei roupas largas pra esconder nem pensei em me curvar tentando. Mas eu achava feio aquilo. Achava que me engordava, que “sobrava” em mim. Cheguei a pensar em operar, mas, como a ideia não repercutiu nem minimamente em casa, foi reduzida a pensamento passageiro. Além disso, comecei a namorar, e ele, que adorava minha fartura, acabou desviando a minha atenção pras possibilidades que vinham no pacote. Baseei minha identidade sexual no meu decote e parti pra vida adulta. A estratégia não poderia ter sido mais eficaz e, assim, muitos anos de passaram até o incômodo voltar, desta vez num novo “formato”: o murcho. À essa altura, eu havia emagrecido bastante e eles, meus peitos, haviam caído. Surpreendentemente, aquilo que todo mundo percebeu pelo que, de fato, era, foi percebido como positivo por mim: meu peito estava BEM MENOR e isso, mais que o resto, me felicitava. Só que tava horrível (sério, dava pra abanar a pele com o secador de cabelo, era bizarro). O resto tá nos stories. De volta à foto, o que ela mostra é somente o quanto tava despencado de novo. Talvez estivesse um pouco menos medonho, já que eu tô com mais gordura no corpo desde o ano retrasado. CONTINUA NOS COMENTÁRIOS⏬⏬

Uma publicação compartilhada por penelope_nova (@penelope_nova) em

 

Ver essa foto no Instagram

 

Foi assim que acordei, depois da cirurgia: com esse sorriso sem fim (e, muito estranhamente, minha ficha só começou a cair a partir dessa hora). Mas eu já tô em casa desde o mesmo dia e tá tudo melhor impossível. Sim, eu ainda estou dolorida e é impossível sequer pensar mexer abrir os ombros, mas me sinto até mais disposta do que gostaria (porque assim é mais difícil ficar quieta), então… muito ♥️, @gustavorocha.dr .😊 Eu li todos os comentários dos 2 posts anteriores e eles me tocaram MUITO. 💗 Eu queria responder todos, mas digitar é uma das coisas que deixam numa posição meio incômoda nesses primeiros dias, então… Posso agradecer por aqui? Todo o carinho e votos de boa recuperação, e, mais que qualquer outra coisa, a entrega em tantos relatos de históricos similares ao meu? 💜 Desejo, do fundo do meu coração, que todas vocês lidem bem com o tempo entre hoje e o dia em que vocês puderem mudar isso, e sei que esse dia vai chegar (sonhar, pra mim, é desejar sem sofrimento nem ansiedade…). ✨🙌🏻💓🙌🏻✨ De resto, o que posso dizer é que: – tô muito roxa debaixo dos braços (porque o @gustavorocha.dr lipou aquela banhinha fronteiriça entre o peito e a axila, pra imensurável felicidade desta que vos escreve); – que o dreno (que ele colocou pra diminuir ao máximo o edema geral) é, de longe, a coisa mais chatinha de lidar (mas vai durar pouco, só 4 dias e, tomara, devo tirar na terça); – que o @bernardoobernese é o jovem bernese mais sensível e gentil do mundo e parece nem lembrar do quanto ama pular e apoiar as patas bem no meu peito todas as manhãs, pra me dar bom dia, quando eu desço do mezanino (mezanino esse que eu não imaginava ter uma razão maior de ser aqui na mansão!); – e que eu ganhei na loteria quando conheci meu namorado (que, acho, está sabiamente encarando esse tempo, atenção e trabalho arduamente dedicados como investimento de retorno rápido e elevado 😉). Dá pra estar mais feliz não, juro. ✨💛✨ #acreditabonita #quarenteen #tetadeninfeta

Uma publicação compartilhada por penelope_nova (@penelope_nova) em

 

Ver essa foto no Instagram

 

CICATRIZ < SONHO E já que o instagram me impede de mostrar os mamilos 🙄🥱, aqui vai uma listinha do resto que eu não posso deixar de fora: – foram 160ml que o @gustavorocha.dr pos em cada uma das minhas mamas; – esse é o menor tamanho disponível atualmente, então, não deu pra ser menor; coisa que eu, inicialmente, desejava (mas que também aceitei bem de boa, porque, mesmo inchadérrimo como tá, grande não tá 😉); – fiquei com o dreno até hoje (ele ainda tá na foto) e, mesmo ele sendo a coisa mais incômoda do pós operatório, o @gustavorocha.dr fez questão de colocar, porque ele promove uma eliminação muito mais eficiente do edema (melhor e mais rápida!). Chatinho é, mas é tão suportável quanto, rs; – a partir de hoje, sigo sem curativo e sem dreno (adeus, banho de gato! 😃🙌🏻✨). Só tenho que lavar toda a área com cuidado e, uma vez seca, usar um spray de clorexidina nas cicatrizes, cubrí-las com uma gaze e protejer o front todo com uma fralda de pano, antes de por o soutien adequado, embalando a prateleira toda; – diria que o meu grau de dor máximo não chegou nem no 5 – ou seja, tá pra pra grau de incômodo mesmo. E agora, sem o dreno, deve seguir só uma sensação dolorida na região, que vai diminuir a cada dia e, na medida que as próteses vão “soltando”, eu vou ficando à vontade e me “abrindo” (os ombros se fecham, sem você nem pensar, pra te protejer); – dormir, pra mim, é de boas, já que eu já tenho o costume de dormir de barriga pra cima. mas, imagino que, pra quem não tem, deve ser “desafiador” – e só vai mudar lááá pelos 30 dias. Bom, acho que, por hora, isso é tudo. Se eu esqueci alguma coisa, fica pra semana que vem, quando volto pra tirar os pontos!!! ✨😊✨ #acreditabonita #quarenteen # tetadeninfeta

Uma publicação compartilhada por penelope_nova (@penelope_nova) em

Comentários