FAMOSOS

Mãe de três filhas, Palmirinha lembra união abusiva: “Hoje sou feliz, mas sofri por 20 anos”

Cozinheira mais fofa da TV brasileira, Palmirinha, de 87 anos, mãe de três filhas, disse ter vivido um casamento abusivo por 20 anos...

Palmirinha contou que sofreu por 20 anos com casamento abusivo - Foto: Reprodução/ Instagram
Palmirinha contou que sofreu por 20 anos com casamento abusivo - Foto: Reprodução/ Instagram

Redação Publicado em 27/05/2019, às 11h03 - Atualizado às 11h20

Cozinheira mais fofa da TV brasileira, Palmirinha, de 87 anos, mãe de três filhas, disse ter vivido um casamento abusivo por 20 anos.

Em entrevista ao jornal Extra, a amiguinha explicou que “aguentou o casamento abusivo por causa da família” – incluindo agressões físicas –, e aproveitou para aconselhar outras mulheres que passam pela mesma coisa:

“Eu acho que as que enfrentam o que vivi têm que buscar uma nova realidade. Se a união não estiver dando certo mesmo, separa! Não fica sofrendo. Divorcia e procura outra coisa melhor. Não é um bom caminho sofrer isso por 20 anos, como eu. Fiz porque sou descendente de italiano. Para a família, a mulher que se separava era vista como alguém que não prestava, tinha má-fama. Por tempos, tive que aguentar”, explicou.

À publicação, Palmirinha revelou que decidiu aguentar o casamento abusivo para “não dar mau exemplo” às filhas Tânia, Sandra e Nancy, que hoje já são casadas e têm filhos:

Palmirinha contou que aprendeu a cozinhar muitos pratos com Ana Maria Braga – Foto: Reprodução/ Instagram

Cheia de energia – ela toca dois restaurantes, tem canal no YouTube, participa de programas na TV e ainda é muito requisitada para comerciais em todas as áreas – ela contou ainda que não tem intenção de parar tão cedo:

“Minha velhice é muito feliz, e não vou parar tão cedo!”, garantiu. “Vou abrir outro café! Minha motivação é continuar por aí e mostrar para as pessoas que, para fazer o que se quer, tem que lutar”, continuou.

Paquera, visitas ao geriatra e Ana Maria Braga

Em outro trecho da entrevista, Palmirinha falou sobre sua vida fora da cozinha.

Muito ativa, ela explicou que costumava frequentava Baile da Saudade, em São Paulo [não vai mais por falta de tempo], e que chegava a ser paquerada por lá: “Eu sempre disse: ‘Não, muito obrigada. Estou bem sozinha”, revelou.

Ao falar sobre suas visitas frequentes a geriatra, Palmirinha contou que recorre à profissional toda vez que fica nervosa: “Se fico um pouco nervosa, ela me atende. Também me receita vitaminas, fisioterapia…”, contou.

Amiga de Ana Maria Braga, Palmirinha disse que a considera como uma filha:

“Quando nos conhecemos, a tive como uma filha. E o carinho que ela tinha comigo também era de família. Tudo o que aprendi a fazer na TV ela que me ensinou. A emoção foi tão grande [elas tiveram um encontro recentemente] que, se eu morresse ali, ia embora felicíssima”, completou.

LEIA MAIS

Luiza Ambiel relembra rixa com Renata Banhara
Claudia Ohana: “Mulher com 50 também é gostosa”
Ellen Degeneres comprou mansão de Adam Levine
Fernanda Machado fala sobre a perda do bebê
Nico Puig festeja namorado com produtor na web
MC Pocahontas exibe bumbum de biquíni fio dental

Veja mais notícias de Famosos.

Comentários