Cenapop
Disney Plus

Entrada de Chris Evans como Buzz Lightyear em novo Toy Story gera reclamação de fãs; ator se defende

O personagem é dublado há 25 anos, na versão original, por Tim Allen

Chris Evans fará a voz de Buzz Lightyear em spin-off de Toy Story para a Disney+
Chris Evans fará a voz de Buzz Lightyear em spin-off de Toy Story para a Disney+ - Foto: Reprodução / Instagram

Redação Publicado em 13/12/2020, às 13h05

Na última semana, a Walt Disney Company deixou o mundo inteiro em polvorosa depois de anunciar as produções para os próximos dois anos, tanto para o cinema quanto para sua nova plataforma, a Disney+.

Os fãs da empresa celebraram notícias como Patty Jenkins, diretora de "Mulher Maravilha", sendo contratada para um filme de "Star Wars", além da revelação do diretor da nova versão de "Quarteto Fantástico" e outras notícias referentes ao Universo Cinematográfico da Marvel e também de várias produções que vão direto ao streaming.

Uma delas é o spin-off de "Toy Story", focado em Buzz Lightyear, o astronauta de brinquedo que acompanha Woody e companhia nos quatro filmes anteriores da franquia. Ao anunciar a novidade, a empresa revelou que Chris Evans, conhecido por seu papel como Capitão América, vai liderar a produção.

O que poderia ser recebido com festa, acabou sendo motivo de críticas generalizadas nas redes sociais. Muitos fãs de "Toy Story" reclamaram na web sobre a possível troca de dubladores: o ator Tim Allen é a voz de Buzz Lightyear há 25 anos -- portanto, desde o primeiro filme.

Mesmo que, posteriormente, a Disney tenha explicado que Chris Evans dará vida a versão humana de Lightyear, na qual o brinquedo foi inspirado, muita gente no Twitter, mostrou seu descontentamento.

"Eu realmente odeio isso com cada fibra do meu ser. Buzz Lightyear humano dublado por Chris Evans é a coisa mais estúpida de todos os tempos. Por que o brinquedo soaria como Tim Allen se é baseado em alguém que soa como Chris Evans?", questionou um deles. "Não consigo acreditar que vão preterir Tim Allen para colocar outro famoso apenas para constar nos créditos. Ridículo", disse outro. "Impressionante a falta de sensibilidade da Pixar (ou Disney)", pontuou mais um.

 

Chris Evans se defende

Através de seu Instagram, Chris Evans defendeu sua entrada na franquia e disse não ter a pretensão de substituir Tim Allen.

"Trabalhar com a Pixar é um sonho que se tornou realidade. Eu sou um grande fã de seus filmes desde o início. Minha equipe mal conseguiu conter a empolgação quando me disseram que a Pixar tinha uma proposta para mim. Tudo o que disseram foi ‘Buzz Lightyear’", começou o ator no texto publicado na rede social.

Ele prosseguiu: "Eu não sabia o que isso significava, já que Tim Allen é Buzz Lightyear e ninguém jamais poderia tocar em seu desempenho. Eu precisava saber como esse personagem era diferente e por que essa história valia a pena ser contada. Posso dizer 2 coisas com absoluta confiança: 1 ) Eu não parei de sorrir em todo momento. De orelha a orelha; 2) Todos podem ficar tranquilos. E fiquem muito animados".

"Acredite em mim quando digo que eles REALMENTE sabem o que estão fazendo lá. Este vai ser especial e não pisa em nada. Não consigo nem colocar minha emoção em palavras. Eu sorrio toda vez que penso nisso", finalizou.

Até o momento, o que se sabe do projeto é que ele se chamará "Lightyear" e contará a história de um “jovem piloto de teste” que se tornará o Ranger Espacial “que todos nós conhecemos hoje". Tudo indica que será um projeto de ficção científica -- de acordo com a primeira imagem divulgada, que remete a "2001: Uma Odisséia no Espaço".

A produção será veiculado através da Disney+. Ainda não há data de estreia.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Chris Evans (@chrisevans)

 

Comentários