CINEMA

Disney+ coloca aviso sobre "racismo e representações culturais ultrapassadas" em animações clássicas

Plataforma de streaming se mostra preocupada com contextos considerados racistas em obras antigas

Cena de Peter Pan, de 1953: filme contém cenas que virão com aviso no Disney+ - Reprodução
Cena de Peter Pan, de 1953: filme contém cenas que virão com aviso no Disney+ - Reprodução

Redação Publicado em 19/10/2020, às 11h52

A Disney+, plataforma de streaming exclusiva do estúdio, começou a adicionar avisos de racismo em suas animações consideradas clássicas.

Filmes como Peter Pan, Mogli, Dumbo e Aristogatas começaram a apresentar, antes da exibição, sinalizações de que trechos dessas tramas podem apresentar conteúdos racistas, mas que na época de seu lançamento eram vistos com normalidade pela sociedade.

O Disney+ foi lançado em novembro do ano passado, e já tinha usado desse mecanismo para alertar espectadores de filmes como A Dama e o Vagabundo e Fantasia de que essas animações tinham "representações culturais ultrapassadas".

Com a adição do aviso sobre racismo, a Disney reforça seu compromisso em dar um contexto melhor aos assinantes sobre caracterizações estereotipadas de alguns de seus personagens infantis -- vários deles, muito queridos pelo público.

Os avisos são personalizados para cada tipo de filme. Em Peter Pan, por exemplo, é mostrado que a representação feita dos povos indígenas no filme de 1953  “não refletem a diversidade dos povos nativos nem suas autênticas tradições culturais”.

Além disso, a plataforma faz questão de frisar que o termo "pele vermelha", usado no longa, é uma expressão que “que zomba e se apropria” da cultura e imagem dos indígenas.

Comentários