Cenapop
CCXP

CCXP 2019: “Me chamavam de mamma”, diz Gal Gadot em coletiva sobre apelido nas filmagens de Liga da Justiça

Uma das atrações mais esperadas da CCXP 2019, Gal Gadot já está no Brasil para participar do evento, que acontece até este domingo (08/12) em São Paulo.

CCXP 2019: “Me chamavam de mamma”, diz Gal Gadot em coletiva sobre apelido nas filmagens de Liga da Justiça
CCXP 2019: “Me chamavam de mamma”, diz Gal Gadot em coletiva sobre apelido nas filmagens de Liga da Justiça - Foto: Reprodução/Revista Quem

Redação Publicado em 08/12/2019, às 13h25 - Atualizado às 15h45

Uma das atrações mais esperadas da CCXP 2019, Gal Gadot já está no Brasil para participar do evento, que acontece até este domingo (08/12) em São Paulo.

Ela veio para divulgar o novo filme da franquia Mulher Maravilha, novamente dirigido por Patty Jenkins. A atriz garantiu que neste filme ela está mais envolvida com a produção.

“No primeiro filme da Mulher-Maravilha solo, a gente falava como ela tinha se tornado uma heroína. Ela era como um peixe fora d’água. Foi aprendendo. Agora ela está mais envolvida e ajudando seus parceiros”, afirmou.

Segundo Gadot, ela teve momentos de emoção ao fazer cenas do novo longa – isso porque, a fizeram lembrar de sua infância e da vontade de dar vida a uma mulher independente.

“Sou uma mulher muito independente e sempre fui. Quando comecei a carreira dizia que queria interpretar uma mulher real, independente e forte. Quando assisti pela primeira vez Mulher-Maravilha 1984 e vi uma bela sequência que eu não posso contar como é, comecei a chorar. Nunca tinha visto uma mulher fazer aquilo.”, disse.

Ela explicou como foi a reação: “Fiquei tão emocionada. Cheguei em casa e falei para meu marido que não sabia se ele iria se emocionar tanto quanto me emocionei porque para ele, enquanto homem, era algo mais comum. É muito importante ver uma garota fazendo coisas incríveis. Estou muito feliz por fazer parte desse projeto maravilhoso”, afirmou.

Além disso, a atriz também contou sobre como é fazer, no cinema, uma personagem que tem grande impacto nas meninas, visto que o mundo dos super-heróis é quase todo tomado por homens. “Ouvir todo o feedback de como o filme afetou seus filhos e netos é um privilégio. É muito bom estar neste lugar”, confessou.

Em um momento descontraído da entrevista, Gal contou qual é o apelido que ela tinha durante as gravações de Liga da Justiça: Mamma. “Acho que a Mulher Maravilha pode sim liderar um dia a Liga da Justiça. Quando gravamos o filme, eles me chamavam de mamma lá. Porque é um personagem muito maternal”, disse.

Por fim, ela falou sobre o que aprendeu no exército israelense, do qual fez parte – a atriz é natural de Israel. “Fui instrutora física do exército. O exército me deu disciplina e me ensinou que não é tudo sobre você, mas sobre o time. Tem que dar sempre o melhor que você tem”, afirmou.

LEIA MAIS

Crítica de História de Um Casamento, filme da Netflix
“O fim está chegando para mim”, diz Tarcísio Meira em entrevista
Decoração de Natal de Kim Kardashian vira piada na web
Henry Thomas, de E.T., tentou falsificar exame de urina ao ser detido
Stallone chama Pacino, Schwarzenegger e outros para assistir lutas em casa
Filhos de Thaís Fersoza se emocionam ao encontrar Papai Noel
Diego Hypólito relata torturas na ginástica: “Carrego traumas até hoje”

Leia mais notícias sobre Famosos

Comentários