“Se eu for preocupada, não vou viver”, diz Anitta sobre rótulos a sua sexualidade

Anitta usou tranças para gravar seu mais novo videoclipe - Foto: Reprodução/ Instagram

Anitta usou tranças para gravar seu mais novo videoclipe – Foto: Reprodução/ Instagram

De uns tempos para cá, Anitta se tornou um dos maiores nomes da música brasileira, começando até mesmo uma carreira internacional.

Por conta disso, a procura por novidades a seu respeito é enorme. Todos os dias, fãs querem saber mais detalhes sobre a vida da cantora, que já se expõe bastante nas redes sociais, mostrando sua rotina de shows e também a sua vida pessoal.

Entretanto, a funkeira acredita que é sua personalidade forte que faz com que as pessoas tenham vontade de conhecer sua intimidade fora do ambiente musical.

“Acredito que o que faz com que todos queiram saber sobre minha vida pessoal seja porque sou uma pessoa que falo o que penso. Isso acaba gerando controversas às vezes, né? Porque nem sempre tudo que eu falo e faço vai agradar a todos. Ao contrário, sempre vai dividir opiniões. Tenho muita personalidade”, afirmou Anitta em uma entrevista para a Revista Quem veiculada nesta sexta (11/10).

No papo, ela também comentou sobre os rótulos que tem recebido por conta de sua sexualidade, já que mais de uma vez ela se declarou bissexual. “Eu não ligo para isso, não. Acho que se eu for preocupada, não vou viver. Vou ficar triste e nada vai fazer sentido. Eu quero viver e não ficar pensando nisso”, afirmou.

 

Boa forma e sucesso

Mesmo com a correria da intensa agenda de compromissos, Anitta consegue manter o corpo espetacularmente em forma, como se nota nos cliques sensuais que compartilha nas redes sociais. Durante a entrevista, ela comentou sobre sua rotina de alimentação – que não é nada regrada.

“É muito complicado. Tem vezes que me alimento como uma draga, outras fecho a boca. Preciso e gosto de dançar durante o show, então vou equilibrando, mas não estou preocupada, não”, garantiu.

Aos 26 anos, ela conseguiu uma sólida carreira no Brasil ao misturar funk e pop. Chegou ao auge com a apresentação no Rock in Rio – mesmo evento que a esnobou na edição de 2016, e agora lhe deu um lugar de destaque no Palco Mundo. Perguntada sobre como conseguiu alcançar o sucesso, ela foi sincera.

“A pessoa tem que estudar muito e se dedicar e nunca pensar que as coisas caiam do céu. Ninguém sabe o trabalho que existe por trás da pessoa que conseguiu se realizar profissionalmente. Estudei muito. Perdi muito do meu tempo com viagens para aprender a cultura e a maneira como as pessoas fazem negócios. Porque, às vezes, as pessoas veem o sucesso do outro e pensam que é fácil. Não é não. Tem muito trabalho envolvido. Eu acho que o maior desafio é conciliar o tempo”, ponderou.

Comentários