NETFLIX

Round 6: Coreia do Sul desmente matéria sobre condenação por contrabandear a série na Coreia do Norte

Especialistas disseram que é "altamente improvável" que a série tenha chegado ao país por contrabando

Coreia do Sul desmente matéria sobre condenação por contrabandear a série - Foto: Reprodução / Netflix
Coreia do Sul desmente matéria sobre condenação por contrabandear a série - Foto: Reprodução / Netflix

Redação Publicado em 02/12/2021, às 11h42

Após uma recente matéria sobre o contrabando da série Round 6 para a Coreia do Norte, a "NK News" vem tentando desmascarar o assunto onde dizia que cópias da série, da Netflix, estavam sendo enviadas pela Coreia do Sul ao país vizinho, apesar de suas restritas medidas de censura.

Segundo a fonte "Radio Free Asia (RFA)", um serviço de notícias sem fins lucrativos do governo dos Estados Unidos, Round 6 foi contrabandeada no país, o que acabou levando a uma sentença de morte.

A RFA ainda publicou, sem citar fontes, uma atualização na última terça-feira (30/11) dizendo que um homem norte-coreano foi condenado à morte por contrabando após estudantes serem pegos assistindo ao drama que fez sucesso por todo o mundo.

Porém, nesta quinta-feira (02/12) a NK News compartilhou uma análise onde mostra que especialistas em fronteiras provam que é "altamente improvável" que a série tenha chegado à Coreia do Norte.

O servido de notícias citou especialistas em seu desmentido, incluindo um ex-oficial norte-coreano que não se identificou, dizendo que era uma "lógica e conceitualmente impossível" alguém ter apresentado o programa para alguém do país.

Comentários