FAMOSOS

Nubia Oliiver critica falta de educação sexual e detona filmes pornô: “Acham que é verdade”

Modelo criticou filmes e disse que falta educação sexual no Brasil

Nubia Oliiver criticou filmes pornô e a falta de educação sexual no país - Foto: Reprodução/ Instagram@nubiaoliiver
Nubia Oliiver criticou filmes pornô e a falta de educação sexual no país - Foto: Reprodução/ Instagram@nubiaoliiver

Redação Publicado em 20/09/2021, às 17h00

Acostumada a falar sobre sexo, Nubia Oliiver, de 47 anos, usou as redes sociais para criticar a “falta de educação sexual no pais” e dizer que os filmes pornôs não são nada educativos.

Em seu Instagram, a modelo 一 que é recordista de ensaios nu em revistas masculinas e estrela do OnlyFans 一 disse que muita gente acha que o envolvimento dos atores de produções adultas é espontâneo e verdadeiro:

“A pornografia não é um vídeo educacional, muitos entendem que a pornografia é destinada a fins de entretenimento, a maioria com o olhar masculino, e que, como o resto de Hollywood, possui todos os tipos de segredos e técnicas para fazer filmes para induzir o espectador a acreditar no que está assistindo realmente, acontecendo espontaneamente entre os atores”, começou ela, que recentemente mostrou os bastidores de um ensaio de lingerie em vídeo para seus seguidores.

Nubia acrescentou que muitas pessoas, por não terem educação sexual, acabam buscando informações em filmes pornôs.

“Na ausência de educação sexual abrangente em nosso país, juntamente com a curiosidade inerente que todos parecem ter sobre sexo, acho inevitável que algumas pessoas procurem pornografia para responder suas perguntas. A pornografia é fantasia trazida à vida. Quando podemos entender e apreciar a pornografia por isso, quase todas as controvérsias da pornografia desaparecem”, ressaltou ela.

Ela ainda contou que a pornografia seria melhor e poderia ajudar mais as pessoas e os casais se trouxesse conteúdo educativo:

“Se o objetivo da pornografia fosse educativo, apresentaria as formas realmente úteis de indivíduos e casais lidarem quando o sexo não é o esperado. Por exemplo, imagine se o pornô demonstrou como apoiar quando uma mulher diz ‘ai, isso dói’, ou como os homens podem praticar resiliência quando perdem uma ereção e o que suas parceiras podem dizer para aliviar a ansiedade e a vergonha do homem. Melhor ainda, imagine se o #pornô mostrasse como os casais podem negociar seus limites sexuais. Mas os produtores de pornografia acreditam que seus espectadores não acham essas coisas sexy. Que pena. Como eu disse, pornô é fantasia…”, completou.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Nubia Oliiver (@nubiaoliiver)

 

Comentários