FAMOSOS

Neto de Luis Buñuel é acusado de estuprar a esposa e tem mandado de prisão decretado nos EUA

Diego Buñuel e Maggie Kim foram casados durante dez anos

Diego Buñuel é acusado formalmente de estuprar a própria esposa em 2017 - Foto: Reprodução / Instagram
Diego Buñuel é acusado formalmente de estuprar a própria esposa em 2017 - Foto: Reprodução / Instagram

Redação Publicado em 23/09/2021, às 11h48

Diego Buñuel, neto do icônico diretor de cinema Luis Buñuel, teve um mandado de prisão expedido em seu nome nos Estados Unidos após sua própria esposa acusá-lo de estupro.

Ele, que é diretor de programação da emissora francesa France Télévisions, e trabalhou com diretor da divisão de documentários da Netflix, teria agredido a escritora e socialite Maggie Kim durante uma passagem do casal pelos Estados Unidos em 2017, segundo documentos obtidos pelo jornal "New York Post". Os dois estiveram casados por 10 anos.

A publicação afirma que Maggie foi deixada "com medo real de sua vida" e lutando para escapar enquanto Diego a perseguia, dizendo querer machucá-la. Com o mandado de prisão em aberto, ele -- que tem cidadania norte-americana e francesa -- não poderá mais pisar nos Estados Unidos, sob risco de ir para a cadeia. Atualmente, Diego mora na França e tem a guarda dos dois filhos do casal.

Os documentos que estão em posse do Tribunal Superior do Condado de Dukes, em Massachusetts, indicam que Diego estuprou a esposa em três ocasiões. "Em resultado da conduta dolosa e/ou maliciosa do réu, a autora sofreu escoriações e contusões no pescoço e no corpo".

"Além disso, a queixosa sofreu angústia mental e emocional, nervosismo, aumento do ritmo cardíaco, falta de ar e aumento da pressão arterial, alguns ou todos os quais são provavelmente de natureza permanente", prosseguiu a acusação.

O texto continuou: "Como resultado adicional da conduta intencional e/ou maliciosa do réu, a autora foi e será incapaz de se envolver em atividades pessoais e familiares, de lazer e sociais como fazia antes dos incidentes, todas as quais foram e serão causar sua perda".

Apesar de estarem separados desde 2017, Diego e Maggie continuam casados no papel, já que o divórcio ainda não foi concluído. Ele recebeu a custódia dos filhos através de um pedido a um tribunal de família na França, na qual ela também tem cidadania válida.

Em abril, Maggie teve uma derrota na justiça norte-americana: um juiz indeferiu o processo civil que ela movia contra Diego e decidiu que um tribunal da França poderia supervisionar o caso aberto sobre o alegado estupro cometido por ele em Martha’s Vineyard, cujo processo é público.

O advogado de Maggie relatou que Diego usa o mandado de prisão "como desculpa para impedir que a Srta. Kim leve seus filhos de volta para os Estados Unidos, quando eles são cidadãos americanos".

"Ainda mais chocante é que um juiz em Massachusetts indeferiu as acusações civis de agressão sexual da Srta. Kim que ocorreram em Martha’s Vineyard, já que o juiz decidiu que ele pensava que ela poderia trazer essa queixa na França. O tribunal decidiu que era mais conveniente que o caso fosse levado a um país estrangeiro, onde o estupro não ocorreu de fato. Nós discordamos.

Por fim, os documentos que estão no tribunal indicam que Maggie foi estuprada por Diego cerca de dez dias após o pedido de divórcio. "Parece que Buñuel cometeu a agressão sexual em Martha’s Vineyard depois de ter entrado com os papéis do divórcio secretamente na França", relatou o advogado da socialite.

Comentários