Cenapop
FAMOSOS

A Mulher na Janela: crítica do suspense da Netflix baseado em best-seller

Amy Adams encabeça grande elenco em filme que poderia ser melhor

Amy Adams em cena de A Mulher na Janela, da Netflix
Amy Adams em cena de A Mulher na Janela, da Netflix - Foto: Reprodução / Netflix

Redação Publicado em 14/05/2021, às 13h43

A aposta da semana na Netflix é o filme A Mulher na Janela, estrelado por Amy Adams,Gary Oldman e Julianne Moore. O suspense é baseado no best-seller escrito por A.J. Finn e dirigido por Joe Wright, o mesmo de "O Destino de Uma Nação".

O filme foi rodado em 2019, mas encontrou problemas: ao ser exibido para uma plateia teste naquele ano, foi amplamente rejeitado por ser "confuso" demais. Então, ele voltou para a edição e quando ia ser lançado, a pandemia do novo coronavírus impediu. A Netflix o comprou. Veja a crítica:

Na história, Adams interpreta Anna Fox, uma mulher que vive sozinha dentro de uma casa bebendo vinho e bisbilhotando a vida dos vizinhos através de sua janela. Ela sofre de agorafobia depois que sua vida familiar desmorona.

Um dia, ela conhece uma vizinha (Moore), com quem começa uma amizade. No entanto, Anna a vê sendo assassinada pelo marido (Oldman) e chama a polícia. A reviravolta é que todos alegam que o assassinato não aconteceu, inclusive mostrando a mulher viva, mas com outro rosto (Jennifer Jason Leigh).

Anna, então, passa a lutar para provar que viu o assassinato, mas também passa a desconfiar de sua própria sanidade. "A Mulher na Janela" tem algumas reviravoltas, mas tem um roteiro furado que estraga a experiência na totalidade. Uma pena.

Comentários