Cenapop
FAMOSOS

Magra por ser modelo, Carol Valença lembra relacionamento tóxico: “Pedia para eu engordar”

Influenciadora contou que ficou insegura após cobranças

Carol Valença ficou com autoestima baixa por conta de relacionamento tóxico
Carol Valença ficou com autoestima baixa por conta de relacionamento tóxico - Foto: Reprodução/ Instagram@carolvalencaa

Redação Publicado em 07/05/2021, às 17h25

Muito requisitada para trabalhos de modelagem, a ex-Miss Sergipe Carol Valença contou que ficou insegura e com autoestima baixa por conta de um relacionamento tóxico.

Dedicado ao trabalho de modelo e determinada a se tornar Miss, ela explicou que seu ex-namorado insistia para ela “engordar e ganhar corpo”:

“Houve um período em que algumas pessoas comentavam que eu era muito magra. Um ex-namorado falava muito nisso, fazia comentários de que eu deveria engordar um pouco, ganhar mais corpo. Isso me trouxe muita insegurança e autoestima baixa”, disse ela.

“Nessa época, comecei a treinar muito e fazer uso de suplementos, como hipercalóricos e creatina, e tudo sem acompanhamento de um profissional. Comecei sim a ganhar massa magra, mas sempre achei que estava fazendo isso por imposição de outras pessoas”, continuou. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Carol Valença (@carolvalencaa)

 

No dilema entre ser Miss e fazer a vontade do namorado, ela contou que chegou a pesar 50 quilos ― enquanto seu namorado pedia que ela fosse uma mulher “musculosa, volumosa e com corpão”.

“Ele sempre comentava que eu era muito magra. Em 2016, quando comecei a preparação para o Miss, isso só piorou porque precisei emagrecer muito. Nesse período, o mundo Miss ainda cobrava muito da estética perfeita e eu cheguei a pesar 50kg. Então por um lado, era cobrada por uma perfeição estética, onde eu de fato fiquei muito magra, e por outro lado, meu ex me cobrava ser uma mulher musculosa, volumosa, com corpão”, explicou.

“Foi um momento em que minha autoestima ficou muito abalada, quando me senti mais insegura. Porém, após o Miss, com todo o reconhecimento do meu trabalho, fui recuperando minha autoestima e aceitando meu biotipo”, disse. 

A modelo conta que hoje aceita seu corpo magro e não quer ouvir opiniões de ninguém:

“Hoje me aceito, tenho segurança e autonomia sobre o meu corpo. Quando não gosto de algo, eu mudo com treino e dieta, mas sempre partindo da minha opinião, e não de imposição de outras pessoas”, ressaltou.

Carol ainda incentivou outras mulheres a terem amor próprio:

“Eu diria que elas devem primeiramente parar de escutar outras opiniões, principalmente as que divergem do seu objetivo. E se ouvir mais, tentar entender do que de fato elas gostam, se de fato querem mudar algo, se de fato é necessário. Até entender se é vontade delas ou dos outros. Acredito que a mudança só é válida quando é uma vontade verdadeiramente nossa”, completou.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Carol Valença (@carolvalencaa)

 

Comentários