FAMOSOS

Jessie J faz desabafo pós-aborto: "Só precisava chorar e estava sozinha"

Jessie J contou sobre o momento difícil que tem passado após sofrer um aborto espontâneo

Cantora admitiu estar se sentindo sozinha e que deixou se levar pelo sentimento de seguir em frente - Reprodução / Instagram @jessiej
Cantora admitiu estar se sentindo sozinha e que deixou se levar pelo sentimento de seguir em frente - Reprodução / Instagram @jessiej

Redação Publicado em 09/12/2021, às 11h02

Jessie J passou por momentos difíceis desde que anunciou ter sofrido um aborto espontâneo há cerca de duas semanas. Nas redes sociais, a cantora contou que se sentiu sozinha e afirmou que está tentando seguir em frente. 

Após revelar a perda horas após o momento difícil, Jessie escreveu um longo texto em seu Instagram: "Publiquei sobre a perda do meu bebê poucas horas depois que me contaram. Reagi em modo de trabalho. É seguro dizer que às vezes coloco mais energia na criação de um processo doentio de minha própria dor na frente de uma câmera, do que reconhecendo atrás de uma em tempo real. A mentalidade de 'o show deve continuar' reagiu antes que o humano em mim o fizesse."

A cantora prosseguiu: "'Devo justificar ao público o meu show de amanhã, e explicar ao mundo porque eu posso estar um pouco fora', foi meu primeiro pensamento. Ou 'Devo transformar isso em algo inspirador, sei que vou ficar bem, momento forte, porque sou eu, certo?'. A verdade é que eu só precisava chorar, porra, cair nos braços de alguém e soluçar. Mas na hora eu estava sozinha. Eu não havia processado nada. Nem tinha ideia do que estava prestes a passar não apenas emocionalmente, mas fisicamente depois desse show."

Jessie também comentou o esforço para conseguir entender sua dor após a perda: "Agora realmente entendo por que as mulheres falam com tanta frequência sobre a necessidade de o aborto ser falado mais abertamente. Como eu aprendi agora que é o que as pessoas sabem sobre aborto espontâneo (incluindo eu mesma antes das últimas 2 semanas), a menos que você pessoalmente tenha experimentado isso. O que as pessoas pensam que é, na verdade não é um reflexo verdadeiro do que realmente é. Como as pessoas podem apoiar quando não sabem? Nunca passei por dor e trauma ou senti uma solidão como essa. Isso me mudou para sempre. Na forma mais dolorosa, mas bonita. É colocar a vida em perspectiva de uma forma que nada mais fez."

"Lamento se você já passou por isso sozinha ou com um parceiro amoroso, ou se está passando por isso agora, em qualquer fase da gravidez. Perder seu bebê é uma das piores sensações do mundo. Eu sofro por você. Se eu pudesse, eu levaria comida para você, seguraria você durante a dor física, eu sei que é necessário mais do que um texto de 'fique firme', agora. Acho que estou aqui para dizer a qualquer pessoa que não tenha ouvido isso, você pode ficar mal. Você tem permissão para chorar. Está permitida ser fraca. Deixe-se ficar exausta pela dor e pelo sangramento e pela dor que mal tem espaço para existir."

"Você tem permissão para fazer isso da maneira que você precisar. Às vezes, a vida apenas nos chama para sermos humanos. Sabemos que haverá sol, mas não podemos evitar a chuva", completou a artista.

Comentários