FAMOSOS

Guilherme Fontes diz que pegou metrô vestido de Alexandre, de A Viagem: "Acho que pensaram se tratar de assombração"

Ator contou que personagem está no "panteão" de seu coração

Guilherme revelou que são muitas histórias de fãs e outras que viveu pessoalmente por conta do personagem - Reprodução/Instagram/TV Globo/@guilhermefontesofc
Guilherme revelou que são muitas histórias de fãs e outras que viveu pessoalmente por conta do personagem - Reprodução/Instagram/TV Globo/@guilhermefontesofc

Redação Publicado em 05/08/2021, às 10h17

Sucesso na década de 90, o ator Guilherme Fontes relembrou de histórias de fãs e outras que viveu pessoalmente, como do dia em que resolveu pegar um metrô vestido de Alexandre, da trama A Viagem

Guilherme afirma que a novela continua popular mesmo após 28 anos: "Me sentia muito bem em determinadas cenas e isso ficou registrado na história da televisão. Muito orgulho. Quando chego em casa, me pergunto se essa tal repercussão acabou mesmo. Volto a sair pra rua e vejo que não. Isso, quase 30 anos depois, é a glória. Um vilão tratado como um herói. Um pecador justificado. Um malvado favorito. Divertido demais", disse ele ao Gshow.

Condenado após matar um homem durante um assalto, Alexandre comete suicídio e é encaminhado para o Vale dos Suicidas, onde começa a prejudicar a vida de Raul, Téo e Otávio. Os espectadores se assustaram ao ver Guilherme interpretando um espírito que atormentava a família. Ele relembra um momento inusitado: "São muita as histórias de fãs e outras tantas que vivi pessoalmente, como o dia em que resolvi pegar o metrô vestido de Alexandre, todo de preto, e ninguém quis falar comigo."

"Acho que pensaram se tratar de assombração de mesmo", brincou o ator, que garante: "Este personagem está no panteão do meu coração. Esse e uns outros 4/5 trabalhos que se tornaram clássicos. A lista de parcerias é muito feliz e muito grande. Sou realizado até aqui". Guilherme ainda contou qual a sua cena favorita da trama. "Sempre gosto de ver as sequências iniciais, que são muito potentes do ponto de vista dramatúrgico. Toda sequência que vai desde o primeiro capítulo, a prisão e o suicídio, até a chegada ao inferno."

"Muita coisa legal foi feita. E eu, uma vez por ano, revisito e acabo assistindo mais uma vez pra admirar as cenas realizada com meus colegas muito talentosos", completou ele. 

Comentários