FAMOSOS

Dinho Ouro Preto fala sobre período de excesso no uso de drogas: "Desci ao inferno"

Dinho Ouro Preto falou sobre o uso de drogas e também sobre inseguranças na carreira

Dinho Ouro Preto fala sobre carreira e vício em drogas - Foto: Reprodução / Instagram
Dinho Ouro Preto fala sobre carreira e vício em drogas - Foto: Reprodução / Instagram

Redação Publicado em 18/10/2021, às 14h00

Dinho Ouro Preto relembrou um período difícil em sua vida em meados dos anos 90, quando abusou no uso de drogas, como cocaína e álcool. Segundo ele, a busca pelas substâncias se deu devido às suas inseguranças na época.

"Muito excesso, muita droga e muita 'acabação'", disse o músico de 57 anos em entrevista ao podcast "Podpah". "Talvez a frustração de eu saber das minhas próprias limitações, tenha me levado a tentar afogar as minhas mágoas, tentar... Uma anestesia quase", acrescentou.

Ele prosseguiu: "As drogas estavam ligadas à minha percepção de mim mesmo, noção das minhas próprias limitações", afirmando em seguida que levou vários anos para se tornar. em suas palavras, "senhor do próprio destino".

Dinho lembrou a época em que deixou a Capital Inicial em 1993. Segundo ele, a saída da banda que o alçou ao sucesso aconteceu em uma fase complicada da vida, justamente naquela em que seu vício em drogas estava no auge.

"Desci ao inferno. Fiquei nessa loucura uns três ou quatro anos. É incrível eu ter sobrevivido", comentou o artista, que frisou que ninguém de sua família, inclusive seus pais, sabiam do momento delicado que atravessava na época.

A mudança aconteceu quando ele conheceu sua mulher, Maria Cattaneo. "Um pouco depois disso eu conheço a minha mulher, que é a minha mulher até hoje. Ela foi a minha salvação. E a partid dali, começo a reconstruir a minha vida do que ela é hoje", celebrou ele, que voltou para a banda em 1998 e permanece até hoje.

Comentários