FAMOSOS

Demitido na pandemia, DJ aciona Pocah na Justiça e pede R$ 262 mil em direitos trabalhistas

Ex-DJ Daniel Gripp trabalhou com a funkeira por 9 anos

Ex-DJ Daniel Gripp cobra direitos trabalhistas de Pocah na Justiça - Foto: Reprodução/ Instagram@djmalukin
Ex-DJ Daniel Gripp cobra direitos trabalhistas de Pocah na Justiça - Foto: Reprodução/ Instagram@djmalukin

Redação Publicado em 16/06/2021, às 06h01

O ex-DJ Daniel Gripp, conhecido como DJ Malukin, foi à Justiça para cobrar R$ 262 mil em direitos trabalhistas da funkeira Pocah, com quem trabalhou por 9 anos, antes de ser demitido neste período de pandemia.

Sem trabalho fixo, Daniel está trabalhando atualmente como motorista de aplicativo para sustentar a família, e cobra na ação (que tramita na 9ª Vara do Trabalho do Rio) os valores referentes a férias e 13º salário, entre outras coisas.

“Sempre fui o DJ fixo, desde 2012, quando ela iniciou a carreira. Pocah me mandou embora sem nenhuma justificativa. Me tirou dos grupos de WhatsApp e botou outro DJ no meu lugar”, disse ele, ao jornal Extra.

O desligamento, segundo ele, aconteceu logo depois que Pocah entrou no BBB 21 e mudou de escritório.

“Nem me ligaram nem nada. Simplesmente botaram outro DJ no meu lugar sem me dar nenhuma satisfação. Cheguei a procurar a Pocah, mas ela não me responde. Passei anos viajando com ela para shows. Deixei de ver meu filho nascer porque estava na estrada, e agora chega no final e a pessoa nem vir falar comigo...”, continuou.

Procurada, a assessoria de Pocah disse que a cantora ainda não foi notificada da ação, e por esse motivo não vai se manifestar.

Comentários