Cenapop
FAMOSOS

Cauê Moura, PC Siqueira e Rafinha Bastos podem ser presos por difamação

O empresário Ramiro Sanchez foi chamado de "golpista" pelos YouTubers

None
Reprodução/YouTube

Redação Publicado em 16/04/2021, às 07h53

Cauê Moura, PC Siqueira e Rafinha Bastos tiveram queixa-crime registrada contra eles por Ramiro Sanchez, sócio do Clube do Valor Empreendimentos Digitais, em 22 de julho de 2019. O empresário vende cursos de investimentos financeiros, e se sentiu difamado por ser chamado de golpista pelos YouTubers, segundo a coluna da Fábia Oliveira.

Na acusação, Ramiro fala de vídeos difamatórios com milhares de visualizações, que foram publicados em um canal compartilhado pelos 3 YouTubersz, chamado Ilha dos Barbados.

Um dos exemplos citados foi um vídeo chamado "Como não cair em golpes". No vídeo, os influenciadores afirmam que "quem compra um curso de R$ 1,5 mil dado por um banana são trouxas e otários".

Os YouTubers podem ser condenados com penas que vão de 3 meses a 1 ano de prisão, porém, por serem réus primários, podem ter regime aberto com pagamento de multa. O empresário colocou junto aos autos um novo vídeo como prova, publicado recentemente por Rafinha, dizendo que as novas imagens reforçam a difamação. O empresário não quer fazer acordo.

Comentários