FAMOSOS

Carolinie Figueiredo desabafa nas redes sociais sobre pressão estética

Carolinie Figueiredo comentou sobre o assunto através de uma live

Carolinie Figueiredo - Foto: Reprodução / Instagram @carolinie_figueiredo
Carolinie Figueiredo - Foto: Reprodução / Instagram @carolinie_figueiredo

Redação Publicado em 09/11/2021, às 14h30 - Atualizado às 14h30

Através de uma live no Instagram, a atriz Carolinie Figueiredo desabafou sobre a pressão estética que a sociedade tem sobre as mulheres. A artista comentou sobre a questão depois que o peso da cantora Marília Mendonça, que veio a falecer em um acidente aéreo na última sexta-feira (05/11), virou um assunto.

"É muito duro para nós mesmas, como mulheres, principalmente mulheres como eu, que vive essa briga da balança desde cedo. Eu comecei a tomar anfetamina eu tinha 15 anos. Como que para a gente já é difícil compreender essa linha tênue, de um movimento que é: para a minha saúde, estou emagrecendo para o meu corpo, entrei nessa aula porque quero melhorar o meu condicionamento físico respiratório e o que é uma pressão estética... E se em algum lugar a gente, como mulher, nessa sociedade, nessa geração, vai conseguir compreender o que é uma coisa ou outra, se a gente já está tão contaminada com essas ideais de perfeição", disse Carolinie em sua live.

A atriz então comenta que foi uma inspiração para muitas mulheres se aceitarem. "Eu digo isso porque muitas mulheres sempre me tiveram como uma referência de autoestima, principalmente por fazer uma gordinha que se aceitava, na 'Malhação', sem nem eu saber se eu tinha construído esse lugar dentro de mim, sem nem me reconhecer como uma mulher gorda como um lugar de poder. Porque eu descobri que eu estava gorda quando chegou o roteiro. Eu falei: 'Caramba, eu vou fazer uma gordinha, então eu estou gorda?' Num lugar onde a gente nem falava sobre isso lá trás. E como mulheres, também, se decepcionaram quando me viram emagrecendo e falaram: 'Mais uma cooptada pelo sistema'. Como toda vez que eu vou falar sobre algum lugar que eu estou fazendo em relação ao meu corpo, que me deixa mais magra ou não, me deixa mais disposta, muitas mulheres param de me seguir... Eu mesma já não sei o que é cuidado e o que é um discurso de pressão estética. E o quanto que eu, apesar de estar mais magra, não aceito a minha barriga, não aceito a minha estria", desabafou a artista.

Comentários