FAMOSOS

Acidentes no set: Relembre tragédias nos bastidores como a de Alec Baldwin

Alec Baldwin matou acidentalmente a diretora de fotografia de seu novo filme; relembre outras tragédias

Halyna Hutchins e Brandon Lee: vítimas de acidentes no set de filmagem - Foto: Reprodução
Halyna Hutchins e Brandon Lee: vítimas de acidentes no set de filmagem - Foto: Reprodução

Redação Publicado em 22/10/2021, às 09h54

O mundo do entretenimento foi pego de surpresa na noite de ontem (21/10), quando veículos norte-americanos informaram que Alec Baldwin matou, sem querer, a diretora de fotografia Halyna Hutchins, de 42 anos, no set de seu novo filme, "Rust".

O ator disparou uma arma cenográfica, mas que aparentemente continha balas de verdade sem conhecimento dos produtores. Baldwin atingiu Halyna, que morreu no hospital horas depois, e também o diretor do longa, Joel Souza, de 48 anos, que já teve alta.

No entanto, esta não é a primeira vez que uma tragédia como essa acontece no set. O CENAPOP relembra alguns outros incidentes que tiraram a vida de atores, dublês e técnicos nos bastidores de uma filmagem. Acompanhe:

Brandon Lee

O caso mais emblemático da história aconteceu em 1993. Brandon Lee, filho do lendário Bruce Lee, morreu durante a gravação de uma cena para o filme "O Corvo", que foi lançado no ano seguinte.

O ator levou um tiro no abdômen, disparado por Michael Massee durante a gravação de uma das últimas cenas do longa. Brandon foi levado ao hospital, mas 12 horas depois de sua entrada, acabou falecendo. A investigação apontou que havia um cartucho dentro da arma cenográfica, que estava carregada com festim. Foi essa bala que matou o ator.

Vic Morrow

Outro caso marcante no cinema norte-americano foi o de Vic Morrow, veterano ator que foi decapitado no set de "No Limite da Realidade" em 1982. No longa-metragem produzido por Steven Spielberg, ele interpretava um racista que voltava no tempo e era colocado em situações onde era a vítima.

Durante a cena em que ele e duas crianças de 6 e 7 anos tentavam escapar de uma aldeia sob ataque no Vietnã, um helicóptero caiu em cima dos três, que morreram na hora. A produção foi pausada, o diretor John Landis e Spielberg foram processados e posteriormente inocentados de acusações de negligência no set.

John Bernecker

John Bernecker trabalhava como dublê na série "The Walking Dead" e morreu em 2017, durante a filmagem de uma cena. Ele caiu de uma altura de 9 metros e bateu com o corpo direto no chão de concreto.

Com múltiplas fraturas, Bernecker foi encaminhado ao hospital mais próximo, e após alguns dias internado, ele acabou falecendo. A produção foi paralisada por alguns dias, mas nenhum dos produtores foi acusado de crime, já que a situação foi considerada um acidente.

Bernecker era um dublê bem conhecido em Hollywood, tendo trabalhado em filmes como "Logan", "Quarteto Fantástico" e "Jogos Vorazes: A Esperança". Seu último trabalho foi em "Pantera Negra", que estreou em 2018, um ano depois de sua morte.

David Holmes

Um acidente chocou os bastidores de "Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1". O dublê de Daniel Radcliffe, David Holmes, teve sérias lesões ao gravar uma cena em janeiro de 2009, que o deixaram em cadeira de rodas.

Holmes, que é ex-ginasta, gravava uma cena em que aparecia voando e deveria ser puxado para trás em uma explosão. No entanto, uma sequência de pequenos erros acabou fazendo o dublê cair no chão e quebrar o pescoço.

Hospitalizado, Holmes recebeu a notícia de que as lesões foram muito sérias e que havia ficado paralisado do pescoço para baixo.

Roy Kinnear

Roy Kinnear era mais conhecido por seus papéis de comédia no cinema quando topou trabalhar em "A Volta dos Mosqueteiros", em 1989. Durante a gravação de uma das cenas de montaria em Toledo, na Espanha, o ator caiu do cavalo e se machucou seriamente.

Ele foi levado a Madri, onde foi internado. No hospital, teve um infarto e morreu. Ele tinha 54 anos, e sua morte pegou o público de surpresa na época, principalmente na Inglaterra, onde desenvolveu a sua carreira.

 

Comentários