Cenapop
FAMOSOS

“Insulto racista é mais doloroso do que matar”, diz Christine Fernandes, vilã de Malhação

“Insulto racista é mais doloroso do que matar”, diz Christine Fernandes, vilã de Malhação
“Insulto racista é mais doloroso do que matar”, diz Christine Fernandes, vilã de Malhação - Foto: Reprodução/Instagram

Redação Publicado em 03/10/2019, às 12h15 - Atualizado às 12h18

Christine Fernandes, intérprete de Karina na atual temporada de Malhação, recebe muitas críticas por conta das atitudes de sua personagem na trama.

A atriz de 51 anos, porém, não só entende como também faz enormes críticas ao comportamento que Karina vem tendo durante a atual temporada, com atitudes que podem ser encaradas como racismo.

“A minha personagem é abominável, não tenho o que dizer. É absurdo, as atitudes dela são absurdas”, diz Christine em uma entrevista dada para a Revista Quem e publicada nesta quinta-feira (03/10).

A atriz garante que dar vida à personagem não é tarefa fácil. “As cenas dela são muito difíceis. Eu já matei uma pessoa sufocada em cena e não foi tão difícil quanto chamar uma pessoa de insultos racistas, é mais doloroso do que matar”, explica.

“Mal ou bem você matar alguém é mais do terreno da dramaturgia e da ficção do que o racismo. E é tão distante da minha realidade. Meus melhores amigos são negros, meu compadre é negro, meu afilhado é negro, então isso foi tão doloroso pra mim. Mas espero que isso acenda uma luz sobre como ainda existem Karinas hoje em dia e isso é inadmissível”, pondera no bate-papo.

Perguntada se recebe muitas mensagens de ódio em suas redes sociais por conta das atitudes de sua personagem, a atriz diz que não recebeu nenhum tipo de ataque de quem a confunde com Karina na vida real. “Falam da personagem, mas em relação a mim, as poucas pessoas que me seguem sabem de fato quem eu sou, não confundem muito”, garante.

Falando sobre a atual temporada de Malhação – da qual ela participa – Christine diz que o roteiro atual provoca vários questionamentos acerca da sociedade atual. “A Malhação está refletindo o que acontece com a juventude hoje em dia, que está muito mais informada, muito mais atualizada. Ela não acredita mais na princesa da Disney”, comenta.

“A Malhação hoje em dia é muito mais real e eu acho que isso é maravilhoso e reflete a realidade que a gente vive. Está muito fidedigno à realidade que a gente vive no Rio de Janeiro que é a Baixada, a Zona Sul, a discrepância entre elas. Eu acho isso muito interessante porque quanto mais perto a gente chegar da realidade menos fantasias os jovens vão ter”, afirma.

Comentários