FAMOSOS

Atriz de “Sol Nascente” diz que foi rejeitada por família do namorado por ser negra

Érika Januza como a caiçara Júlia, no folhetim Sol Nascente - Foto: TV Globo/ João Miguel Junior No ar no folhetim Sol Nascente, como a caiçara Julia, a atriz

Érika Januza como a caiçara Júlia, no folhetim Sol Nascente - Foto: TV Globo/ João Miguel Junior
Érika Januza como a caiçara Júlia, no folhetim Sol Nascente - Foto: TV Globo/ João Miguel Junior

Redação Publicado em 21/11/2016, às 12h52 - Atualizado às 12h56

No ar no folhetim Sol Nascente, como a caiçara Julia, a atriz Érika Januza contou que está feliz da vida com a repercussão de seu trabalho na TV.

Em entrevista à coluna Mulher, do jornal Extra, a mineira disse que está muito feliz por poder representar a raça negra em rede nacional.

“Cada espacinho que vamos ocupando é um motivo para se comemorar. Tenho um retorno muito bonito das pessoas no sentido de se sentirem representadas. Na minha infância, eu não tinha tantas pessoas com quem me identificar. Existem meninas que dizem se reconhecerem em mim. Isso significa que estou levando coisas boas”, disse Érika.

À publicação, Érica também falou sobre racismo, e relembrou um de seus relacionamentos que foi marcado pelo preconceito da família de seu namorado:

Érika Januza estreou na TV em 2012, na minissérie Subúrbia, como a personagem Conceição – Foto: TV Globo/ AF Rodrigues

Solteira, a atriz conta que o preconceito a deixava mal quando era mais jovem, mas que hoje entende que o problema não é ela, e sim quem prega o preconceito:

“Já fiquei mal quando era mais nova, mas depois comecei a pensar que o problema é do outro. Eu estou aqui maravilhosa e beijo pra você! A pele tem variações de cores e, infelizmente, a cor mais forte é a que mais sente. Acho que quem estava lá atrás já sofreu muito por mim. Então, bato muito nessa tecla: o problema não está comigo”, explicou.

Em Sol Nascente, Érica faz parte do núcleo caiçara e divide cenas com Dora (Juliana Alves), Vanda (Cinara Leal) e Chica (Tatiana Tiburcio) – Foto: TV Globo/ Cesar Alves

Comentários