FAMOSOS

007: James Bond dos primeiros filmes é classificado como estuprador por novo diretor da franquia

Cary Fukunaga relembra cena polêmica protagonizada por Sean Connery

Cary Fukunaga e Sean Connery - Foto: Reprodução / IMDb / MGM
Cary Fukunaga e Sean Connery - Foto: Reprodução / IMDb / MGM

Redação Publicado em 23/09/2021, às 10h48

Durante uma entrevista ao site "Hollywood Reporter", o mais novo diretor da franquia "007", o cineasta Cary Fukunaga, classificou o James Bond vivido pelo falecido ator Sean Connery como um "estuprador". Cary usou como referência uma cena do longa "007 contra a Chantagem Atômica", de 1965, com uma enfermeira que foi interpretada por Molly Peters.

“É em ‘Chantagem Atômica’ ou ‘007 contra 'Goldfinger’ que o personagem do Sean Connery estupra uma mulher?”, perguntou Fukunaga durante a entrevista. “Ela diz ‘não, não, não’ e ele diz ‘sim, sim, sim’. Isso não ia funcionar hoje”, completou.

Na cena comentada pelo cineasta, Bond diz que manterá em segredo uma informação que pode custar o emprego da enfermeira caso ela durma com ele. James Bond diz: “Acredito que o meu silêncio pode ter um preço”. Então, a personagem de Molly responde: “Você não quer dizer… Ah não”. Então, bond retruca: “Ah sim”, a empurrando para uma sauna e arrancando as roupas da enfermeira.

A entrevista cedida pelo cineasta aconteceu na véspera do lançamento de "Sem Tempo Para Morrer", que será o último filme de Daniel Craig no papel do famoso espião.

 

Comentários