Jéssica Simpson sobre alcoolismo: “Eu precisava parar. Alguma coisa precisava parar”

Jéssica Simpson sobre alcoolismo: “Eu precisava parar. Alguma coisa precisava parar" - Foto: Reprodução / Instagram

Jéssica Simpson sobre alcoolismo: “Eu precisava parar. Alguma coisa precisava parar” – Foto: Reprodução / Instagram

Jessica Simpson revelou, em sua autobiografia, que sofreu por muito tempo com o vício em álcool. No livro Open Book (Livro Aberto em tradução), ela conta detalhes de sua luta contra o alcoolismo e fala sobre como a bebida afetou sua vida pessoal – inclusive sua relação com os filhos.

As declarações do livro foram repercutidas pelo canal Fox News, que trouxe trechos em que a cantora de 39 anos explica quando começou a perceber que o álcool estava se tornando um vício incontrolável.

“Era 7h30 da manhã e eu já tinha tomado um drinque”, diz ela em uma passagem sobre o dia 31 de outubro de 2017, data em que se comemorou o Halloween. De acordo com ela, o marido pediu ajuda para colocar fantasias nos filhos do casal, mas ela disse ter ficado envergonhada em aparecer na frente das crianças sob efeito de álcool.

Ela relata o nervosismo em seu livro. “Eu estava aterrorizada com a possibilidade deles me verem naquele estado”, escreveu. “Fico envergonhada em contar que não sei quem os vestiu nas fantasias aquela noite. Eu dormi com medo de ser vista, com medo de tê-los decepcionados. Me escondi até eles saírem e depois eu voltei a beber”, relatou.

Jessica é casada com o ex-jogador de hóquei Eric Johnson, e com ele tem três filhos: Birdie Mae Johnson (10 meses), Ace Knute Johnson (6 anos) e Maxwell Drew Johnson (7 anos).

De acordo com Simpson, foi nesse momento que ela resolveu dar um basta nessa situação. “Eu precisava parar. Alguma coisa precisava parar. E se é o álcool que estava fazendo aquilo e só piorando, então eu precisava parar. Foi fácil largar o álcool. Eu odiava a garrafa e como ela me fazia ficar entorpecida”, disse, explicando que começou um tratamento logo em seguida que contou com a ajuda de amigos e dos familiares.

A celebridade conta que passou a ir em uma terapeuta duas vezes por semana, e que vem colhendo resultados. “Tem sido uma jornada longa e emocionante, cheguei em um ponto de pura felicidade, realização e autoaceitação. Transformei o meu sofrimento em algo que pode ser bonito e até mesmo uma inspiração para outras pessoas”, afirma.

Comentários