Agressor em A Dona do Pedaço, Lee Taylor fala sobre a reação do publico: “Recebo ameaças de agressão e morte”

Lee Taylor contou que recebe ameaças de morte por causa das maldades de seu personagem na novela - Foto: Reprodução/ TV Globo

Lee Taylor contou que recebe ameaças de morte por causa das maldades de seu personagem na novela – Foto: Reprodução/ TV Globo

Intérprete de Camilo em A Dona do Pedaço, Lee Taylor contou que já recebeu até “ameaças de morte” por causa das barbaridades que seu personagem apronta no folhetim de Walcyr Carrasco.

Agressor possessivo e sem escrúpulos, o policial já ameaçou Vivi Guedes (Paolla Oliveira) de morte e narrou, em detalhes, a crueldade.

“Desde o escândalo que Camilo fez no primeiro casamento, tenho recebido desde mensagens hilárias e até algumas ameaças de agressão e morte, caso ele continuasse com suas atitudes. Fiz uma seleção dos menos ofensivos e mais criativos e deixei em destaque no meu perfil do Instagram. O último, que me chamou mais atenção, desejava que eu tivesse diarreia durante um mês”, contou ele.

À coluna de Patrícia Kogut, do jornal O Globo, o ator contou ainda que o papel o faz refletir ainda mais sobre assuntos como feminicídio e os direitos das mulheres:

“Depois que Camilo foi traído, o amor de antes se tornou patológico, uma verdadeira obsessão. Para as cenas, consigo separar bem as coisas e não fico tão abalado emocionalmente, até porque não me identifico nem um pouco com as atitudes e com o caráter do Camilo. Mas não são situações simples de lidar, pois envolvem energias e sentimentos densos e obscuros”, disse ele.

À publicação, Lee Taylor contou que as postagens em seu Instagram repercutem entre seguidoras e que elas mesmas alertam sobre o telefone 180, que pode ser usado para denunciar agressores:

“Sempre que há algo relevante, eu compartilho no meu perfil para que tenha o maior alcance possível. Encaro meu trabalho como artista como um instrumento de conscientização e de ampliação de possibilidades para as pessoas e fico lisonjeado de poder tratar de temas relevantes para a sociedade e dar voz a causas que merecem mais atenção, cuidado e reflexão”, completou.

Comentários