Antonia Morais fala sobre sua casa feminista: “A Cleo trouxe essa pauta”

Antonia Morais fala sobre sua casa feminista: "A Cleo trouxe essa pauta" - Foto: Reprodução/Instagram

Antonia Morais fala sobre sua casa feminista: “A Cleo trouxe essa pauta” – Foto: Reprodução/Instagram

Antonia Morais só se deu conta de que era feminista quando sua irmã, a atriz Cleo, trouxe o tema para a pauta das conversas em sua família.

Em entrevista para a Revista Quem publicada nesta sexta (15/11), a também atriz e cantora comentou sobre como sempre foi feminista, mesmo sem saber.

“Quando eu era pequena não sabia o que era ser feminista, mas sempre fui muito livre, selvagem, sem pudor com o meu corpo e fiz as coisas que eu queria. Tudo isso porque na minha casa me ensinaram dessa forma e sempre me deram essa liberdade. Meu lar é um lar feminista naturalmente”, explicou.

A filha de Glória Pires e Orlando Morais então afirmou a importância de Cleo na discussão. “Mas foi a Cleo que trouxe para casa essa pauta do feminismo mesmo. A gente tinha atos feministas em casa, mas a gente nunca conversava sobre isso. Ela que começou a falar comigo sobre empoderamento e feminismo. Aprendo muito com ela e troco muito também com a Ana, minha irmã mais nova”, contou.

Antonia aproveitou para usar a própria mãe como exemplo. “Minha mãe começou a trabalhar muito novinha, sendo uma mulher que na época dela não era legal ser atriz. Ela quebrou muitas barreiras e viveu a frente de seu tempo. Ganhou sua independência e sustentou a casa dela por muito tempo. Ela é uma feminista nata”, declarou.

Antonia ainda exaltou a contribuição que Cleo tem dado para as questões feministas com a plataforma de vídeos Cleo on Demand. Ela ainda disse é por causa desse posicionamento político que a irmã tem sofrido ataques na web relacionado as suas curvas.

Ela ainda comentou sobre a contribuição que Cleo tem dado para a discussão do tema na internet, através de seu canal no YouTube, e também sobre os ataques que ela tem sofrido por conta de sua militância política. “Tento sair um pouco deste lugar de irmã porque senão vou levar tudo para o emocional e para o coração. A Cleo está fazendo um movimento tão grandioso, ajudando tantas pessoas… Toda a pessoa que está neste posto vai ser atacada, então tento pensar que os ataques fazem parte do processo.

“Ela é uma pessoa que está quebrando as regras e ajudando muita gente. Essas pessoas sempre serão atacadas. Claro que me machuca quando quando leio as críticas ou pessoas maltratando ela. É horrível, mas entendo que ela só é atacada porque está fazendo a diferença”, comentou.

E mesmo com a dificuldade da discussão dessa temática na sociedade polarizada hoje em dia, Antonia vê que há avanços.

“Todas nós mulheres temos essa força da bruxa na nossa ancestralidade. Essa onda do feminismo, que está vindo mais forte do que nunca, faz com que a gente se reconecte com essa força, entenda de onde vem isso e o que somos. Fico feliz de ver tantas mulheres unidas, tendo mis consciência da sororidade e da empatia. Uma tem colocado a outra para cima. Acho que a sociedade como um todo ganha e não só as mulheres”, finalizou.

Comentários