Estela May, filha de Fernanda Young e Alexandre Machado, homenageia os pais em postagem emocionante

Estela May, filha de Fernanda Young e Alexandre Machado, homenageia os pais em postagem emocionante - Foto: Reprodução/Instagram

Estela May, filha de Fernanda Young e Alexandre Machado, homenageia os pais em postagem emocionante – Foto: Reprodução/Instagram

No último dia 5 de novembro, Estela May – filha de Fernanda Young e Alexandre Machado – homenageou o pai (e por tabela, a mãe) por conta do aniversário do escritor.

Ela, que tem 19 anos e é gêmea de Cecília Madonna, afirmou no texto que sua mãe costumava arrumar briga nas festas dos chefes de seu pai.

“Cinco de novembro é aniversário do meu pai, o cara mais incrível do universo, sem exagero. Diz que espiritualmente parou nos 27. O humor mais impecável do mundo. Mãe cubana. Disfarçadamente metido. A cabeça mais genial. Anedotas perfeitas e palavras inventadas (legórnio é sinônimo de legal). Só usa camiseta preta do big & tall. A pessoa mais forte e inteligente que conheço. Ajuda em tudo, mas perde a paciência explicando matemática. Já fez minha ex-professora maldosa chorar. Já fez milhares de pessoas rirem. Faz. Tem uma coleção de robôs antigos e uma tatuagem escrita ‘insane in the brain'”, escreveu, descrevendo com sensibilidade as qualidades de Alexandre.

Ela continuou: “É sensível e chora vendo E.T. É perfeccionista e não consegue fazer nada que não seja bombástico nível 100000 super mega ultra genial, o que me dá uma puta inveja. Na foto, com mamãe, na época que chegaram em SP e ela arrumava briga nas festas dos chefes dele”, relatou.

Essa foi mais uma lembrança, mesmo que indireta, que Estela fez de Fernanda, que morreu no último dia 25 de agosto, por conta de uma parada cardíaca causada por uma crise de asma. A autora, conhecida por ser responsável por diversas séries na TV Globo ao lado de Alexandre, como Os Normais, deixou, além de Estela e Cecília, a filha Catarina Lakshimi e o filho John Gopala.

“Mamãe, eu nunca doí tanto, mas sei que você voltou pras plêiades, a 444, 2 anos-luz daqui, pra relatar os dados que você adquiriu da terra: são todos uns mesquinhos tontos que só fazem merda mas às vezes amam e se divertem. Você amava e se divertia. Você deixa pra trás a obra mais perfeita que já vi, todos os textos, todas as brilhantes ideias de jerico que nem chegaram a ser realizadas (pode deixar que eu realizo) e os poemas, aqueles lindos poemas. Ai de alguém apagá-los das paredes. Tudo sobre você sempre me impressionou, é como se você fosse o protótipo da mãe legal: anárquica, generosa, engraçada, gentil, doida e ainda por cima não me julgou naquela fase que eu só dormia se tivesse um guarda-chuva aberto em cima de mim”, escreveu Estela no post de despedida, logo após a morte de Fernanda.

 

Ver essa foto no Instagram

 

self de computador!

Uma publicação compartilhada por Estela May (@e.mym) em

Comentários