E agora, qual é o melhor Coringa? Deixe o seu voto!

Na sua opinião, qual o melhor Coringa de todos os tempos? - Foto: Reprodução/ Montagem CENAPOP

Na sua opinião, qual o melhor Coringa de todos os tempos? – Foto: Reprodução/ Montagem CENAPOP

Um dos vilões mais adorados das histórias em quadrinhos, Coringa “chegou chegando” aos cinemas do mundo inteiro.

Quebrando recordes de bilheteria, o filme estrelado por Joaquim Phoenix nos fez pensar em uma questão bastante discutida em fóruns e também nas redes sociais: E agora, qual é o melhor Coringa?

Como a tarefa de escolher o melhor deles é hercúlea, o CENAPOP preparou uma lista sensata com as melhores interpretações do vilão de todos os tempos e criou uma enquete para você dar sua opinião.

Relembre todos eles e vote abaixo.

Cameron Monaghan, Gotham

Cameron Monaghan como Coringa na série Gotham - Foto: Reprodução

Cameron Monaghan como Coringa na série Gotham – Foto: Reprodução

Ninguém colocava muita fé em Cameron Monaghan como um dos principais vilões da série Gotham, que tenta esmiuçar as origens de Batman. No entanto, aos poucos sua atuação foi ganhando destaque, até culminar nos eventos protagonizados por ele na última temporada da série.

Pode não ser a versão mais criativa do Coringa, mas o ator consegue passar muita verdade no papel, passando o incrível sentimento de que esta à vontade na pele do personagem. Por essa razão, e por entregar um trabalho cheio de nuances e bastante genuíno, ele merece estar entre os 5 melhores Coringas de todos os tempos.

Cesar Romero, Batman anos 60

Cesar Romero como o vilão Coringa na série clássica estrelada por Adam West - Foto: Reprodução

Cesar Romero como o vilão Coringa na série clássica estrelada por Adam West – Foto: Reprodução

Cesar Romero interpretou o mais icônico Coringa da história da televisão. E conseguiu essa proeza deixando de lado toda a história sombria do personagem.

Apostando em uma versão mais irônica e sarcástica do vilão, Romero deixou a sua marca em dezenas de milhares de fãs que, até hoje, se lembram de sua atuação. Aqui no Brasil não poderia ser diferente: o Coringa de Romero é reverenciado em canecas, camisetas e outros produtos.

No entanto, o que apresentou essa versão do personagem (e a série estrelada por Adam West nos anos 60) foi a paródia Feira da Fruta, muito famosa nos anos 00, no começo da popularização da internet.

A redublagem tosca de todos os personagens deu um outro viés à história, mas também ajudou a levar o trabalho de Cesar Romero a um público maior.

Mark Hamill, Batman: The Animated Series

Mark Hamill deu voz ao vilão Coringa na série animada Batman: The Animated Series - Foto: Reprodução

Mark Hamill deu voz ao vilão Coringa na série animada Batman: The Animated Series – Foto: Reprodução

Muito da personalidade do Coringa em Batman: The Animated Series vem da impressionante dublagem na versão original.

E ela é realizada por ninguém menos que o próprio Luke Skywalker em pessoa: o ator Mark Hamill dá vida a esse personagem modulando uma voz de sotaque inconfundível, que alterna entre um agudo sarcástico e um grave maquiavélico.

A escolha de Hamill para o papel não foi à toa. O veterano tem extensa ficha de serviços prestados à dublagem, que correm lado a lado com sua carreira de ator, revigorada nos últimos anos por conta do revival de Star Wars.

Além disso, o roteiro de The Animeted Series dá espaço para o personagem brilhar com sua dualidade, potencializada por uma grande e inigualável voz.

Jack Nicholson, Batman (1989)

Jack Nicholson na pele do vilão Coringa, em Batman (1989) - Foto: Reprodução

Jack Nicholson na pele do vilão Coringa, em Batman (1989) – Foto: Reprodução

Um grande ator como Jack Nicholson é capaz de interpretar, literalmente, qualquer personagem em qualquer tela.

Vencedor de 3 Oscars, ele é reconhecido como um dos maiores nomes da profissão em todos os tempos, figurando na lista de melhores ao lado de ícones como Meryl Streep e Daniel Day-Lewis.

Ainda assim, a imprensa e o público receberam com surpresa o anúncio de que ele interpretaria Coringa em Batman, dirigido por Tim Burton em 1989. Foi com ainda mais estupefação que, com o filme lançado, chegou-se a conclusão de que ele havia roubado a cena.

Misturando o visual implantado por Cesar Romero na série dos anos 60, a essência do Coringa dos quadrinhos e uma interpretação própria da trajetória do personagem, Nicholson redefiniu o papel e determinou como ele seria visto em qualquer mídia a partir de então. Pelo menos, até 2008…

Heath Ledger, O Cavaleiro das Trevas

Heath Ledger como Coringa, em O Cavaleiro das Trevas (2008) - Foto: Reprodução

Heath Ledger como Coringa, em O Cavaleiro das Trevas (2008) – Foto: Reprodução

Desde o papel em 10 Coisas Que Eu Odeio em Você, lançado em 1999, Heath Legder ficou conhecido por ser um ator que incorporava os personagens de uma forma brutal.

Foi assim em toda a sua curta carreira nas telas, ganhando inclusive uma indicação ao Oscar por O Segredo de Brokeback Mountain, dirigido por Ang Lee e considerado uma das grandes atuações dos anos 2000.

Escalado por Christopher Nolan para interpretar o Coringa em O Cavaleiro das Trevas, Ledger entrou de cabeça no personagem, entregou uma atuação espetacular e fincou novos parâmetros para o personagem – seja nas telas, seja em qualquer outra mídia.

Alcançou a glória com a interpretação, ganhando praticamente todos os prêmios de interpretação naquele ano. É uma pena que ele não tenha conseguido ver a consagração: faleceu em 22 de janeiro de 2008, poucos meses antes da estreia do filme.

Sem qualquer sombra de dúvida, a atuação como Coringa é uma das maiores da história do cinema, e ajudou a popularizar ainda mais um dos vilões mais icônicos já criados.

Joaquim Phoenix, Coringa (2019)

Joaquim Phoenix como Coringa no filme Coringa (2019) - Foto: Reprodução

Joaquim Phoenix como Coringa no filme Coringa (2019) – Foto: Reprodução

Quando Joaquin Phoenix foi anunciado como o Coringa no filme solo do personagem, a maioria do público vibrou.

Isso porque o ator, indicado 3 vezes ao Oscar, é especialista em interpretar papéis de pessoas quebradas psicologicamente, dando camadas profundas a todos os tipos que encena. Não foi diferente desta vez: sua versão de Coringa é celebrada por transmitir humanidade a um personagem tão voltado para o mal.

Na história de origem, ele vive Arthur Fleck, que tem problemas psicológicos e vive em uma sociedade que não o enxerga, jogando-o à margem – e isso, no fim, acaba despertando nele os piores sentimentos. O ator emagreceu cerca de 20 quilos para o papel e mergulhou tão profundamente nele que, no set de filmagens, precisava ficar sozinho para não sair do papel.

Com a recepção que o filme teve e a celebração de sua performance, Phoenix é nome certo no Oscar 2020, e por enquanto é o favorito a vencer o prêmio.

Comentários