Crítica: The A List, nova série da Netflix, mistura drama adolescente com o sobrenatural

Crítica: The A List, nova série da Netflix, mistura drama adolescente com o sobrenatural - Foto: Reprodução/Instagram

Crítica: The A List, nova série da Netflix, mistura drama adolescente com o sobrenatural – Foto: Reprodução/Instagram

Não é bem uma série Netflix: The A List foi produzida pela BBC e teve seus direitos comprados pelo serviço de streaming para ser exibida no mundo inteiro.

E há boas razões para que eles tenham feito isso: a série mistura dramas adolescentes que lembram as boas fases de Malhação com uma trama sobrenatural, que envolve rituais de solstício de verão, magia e muito mistério. O thriller é, de fato, uma das mais novas apostas da Netflix para fisgar o público adolescente, e acerta em cheio neste público alvo.

A história acompanha Mia, uma garota que vai para um acampamento de verão imaginando que esse será o melhor momento de sua vida. Ao chegar lá, ela conhece um grupo de garotos e garotas que, em sua maioria, escondem segredos que tem a ver com o sobrenatural. Então, o que deveria ser um verão tranquilo, acaba se tornando uma enorme aventura.

As atuações em The A List são bastante corretas, e o elenco adolescente foi bem escolhido. Há uma tentativa de representar todos os grupos possíveis: negros, asiáticos, latinos, etc. Todos tem seus momentos no decorrer dos 13 episódios dessa primeira temporada. Mesmo que o roteiro seja um tanto quanto infantilizado, ainda pode conquistar boa parte do público adulto também. E, evidentemente, há um enorme gancho para uma eventual segunda temporada.

Veja a crítica completa abaixo:

Comentários