Regina Casé se emociona e chora ao falar sobre a surdez da filha: “Ajudou a nos unir mais ainda”

Regina Casé com a filha, Benedita - Foto: Reprodução/ Instagram

Regina Casé com a filha, Benedita – Foto: Reprodução/ Instagram

Regina Casé chorou ao falar sobre a surdez da filha, Benedita, durante uma participação no Surdos que Ouvem, programa publicado no YouTube.

Benedita começou a utilizar aparelhos para surdez aos 4 anos, e até chegar à vida adulta – atualmente ela está com 30 anos – passou por muitos perrengues.

No programa, a apresentadora contou como descobriu que a filha tinha problemas de audição:

“A gente foi fazer uma audiometria em Copacabana e o médico chegou e disse: ‘Por que você trouxe ela aqui?’, eu disse: ‘Porque ela tá com dificuldade na fala’. Aí ele falou: ‘Ela fala muito bem. Eu não sei como ela fala, já que não ouve nada’. Foi assim que esse homem falou. Foi uma loucura”, explicou.

Ao falar sobre sua adaptação, Benedita elogiou a atitude de Regina, que por sua vez, optou por coloca-la numa escola tradicional mesmo sabendo de sua surdez:

“Eu coloquei o aparelho com 4 anos de idade. Nos dois ouvidos. Vários médicos falaram que eu não poderia estudar em escolas normais. Diziam que eu não iria desenvolver a fala, que eu não iria conseguir me comunicar… Que eu só iria me comunicar através da linguagem dos sinais. Só que minha mãe foi muito forte e falou que queria me colocar num colégio normal”, lembrou.

Mãe do pequeno Brás, Benedita assumiu que a gravidez trouxe outras preocupações. Sem conseguir ouvir sons agudos até hoje, a diretora de audiovisual explicou que ficou temerosa, mas que mãe e filho foram se adaptando, já que ela consegue ouvir os sons graves.

Sempre carinhosa ao falar sobre a condição da filha, Regina Casé disse que problema acabou unindo mãe e filha mas ainda:

Regina Casé com a filha, Benedita - Foto: Reprodução/ Instagram

Regina Casé com a filha, Benedita – Foto: Reprodução/ Instagram

“O som mais bonito para mim é ‘mamãe”, disse, emocionada. “Quando fiquei grávida e vi que era uma menina fiquei muito assustada. Porque eu achava que não saberia criar uma menina e ainda mais uma menina surda. Eu acho que o que a gente passou na hora do nascimento, e a descoberta de que a gente ia passar o resto da vida tendo que enfrentar o mundo com essa dificuldade, isso criou uma união, uma simbiose entre a gente, a gente cresceu juntas, mesmo, agarradas”, contou.

LEIA MAIS

Fani Pacheco inicia aula prática de Medicina
Grávida, Andressa Ferreira fala sobre mudanças
Nego do Borel tem a CNH suspensa por um ano
Paolla Oliveira mostra dança sensual na web
Danni Suzuki posta foto rara ao lado da irmã
Fãs arranham e puxam cabelo de Ludmilla

Veja mais notícias de Famosos.

Comentários