Dois meses após assassinato, namorada de Rafael Miguel ainda espera por justiça

Dois meses após assassinato, namorada de Rafael Miguel ainda espera por justiça - Foto: Reprodução/Instagram

Dois meses após assassinato, namorada de Rafael Miguel ainda espera por justiça – Foto: Reprodução/Instagram

A namorada de Rafael Miguel, Isabela Tibcherani, desabafou na noite desta quarta-feira (14/08) sobre a forma com a qual está lidando com o luto.

Rafael foi assassinado na tarde de 9 de junho aos 22 anos, ao lado de seus pais, quando estavam na casa de Isabela para visitá-la e falar com os pais da garota. O responsável pelas mortes é Paulo Cupertino Matias, pai de Isabela, que está foragido da justiça e tem sido buscado nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná, Goiás e Mato Grosso do Sul.

A garota usou seu Stories para desabafar a respeito do sentimento que a consome desde que Rafael foi alvejado na porta de sua casa. “Meu processo de luto está sendo um tanto quando complicado. Na maior parte do tempo, me vejo presa na fase da aceitação, busco entender, lidar e continuar vivendo, mas, dentro de mim, a fase de negação delibera”, escreveu.

“Sei que não existe maneira certa de viver essa dor, cada pessoa lida de um jeito, mas, sinceramente, me vejo cada dia mais confusa. É basicamente lidar com o fato de, finalmente, passar a se enxergar como ser humano, conhecer alguém que te ilumine, te faz querer viver e ter isso arrancado de você da maneira mais destrutiva”, ponderou.

Em um outro post, ela explicou seu estado de espírito. “Emocionalmente, fiquei muito abalada com o ocorrido com Rafael Miguel e seus pais. Isso tudo mexeu com o meu coração, fiquei pensativa e me vejo sensibilizada e indignada até hoje. Explico os motivos. O que justifica essa impunidade? Falta de localização? Como assim, ninguém encontra um indivíduo que está com circulação livre/ Seja em qualquer situação, a pessoa precisa comer, se vestir, dormir, morar… Isso só se torna possível mediante assistência de terceiros”, escreveu.

“Infelizmente, a memória e a importância das pessoas tende a cair no esquecimento, fazendo perguntas ficarem sem respostas e buscas serem desaceleradas ou, até mesmo, paralisadas. Isto é inadmissível. Mesmo com o cumprimento da justiça, não há reparação para a perda sofrida, mas impunidade mão pode tomar o lugar da punição devida, saindo, ao menos, trazer um bálsamo sobre as famílias e amigos que sobrevivem todos os dias, com muito esforço, após a atitude selvagem de um indivíduo delinquente, inconsequente e perverso. É impossível que uma pessoa tenha desaparecido dessa forma. Ande nas ruas prestando atenção e denuncie para que a justiça seja feita”, finalizou.

Dois meses após assassinato, namorada de Rafael Miguel ainda espera por justiça - Foto: Reprodução/Instagram

Dois meses após assassinato, namorada de Rafael Miguel ainda espera por justiça – Foto: Reprodução/Instagram

 

Dois meses após assassinato, namorada de Rafael Miguel ainda espera por justiça - Foto: Reprodução/Instagram

Dois meses após assassinato, namorada de Rafael Miguel ainda espera por justiça – Foto: Reprodução/Instagram

 

Ver essa foto no Instagram

 

arte maravilhosa que recebi. somos amados e lembrados, meu amor. te amo! ✨

Uma publicação compartilhada por Isabela (@isabelatibcherani) em

Comentários