Mulher de Mr. Catra volta para comunidade no Rio de Janeiro após deixar mansão do artista

Mulher de Mr. Catra volta para comunidade no Rio de Janeiro após deixar mansão do artista - Foto: Reprodução/Instagram

Mulher de Mr. Catra volta para comunidade no Rio de Janeiro após deixar mansão do artista – Foto: Reprodução/Instagram

Mr. Catra morreu no dia 9 de setembro de 2018, perdendo a batalha contra um câncer. Desde então, sua esposa tem enfrentado algumas dificuldades que fizeram com que ela tomasse uma atitude mais drástica.

Sílvia Catra precisou sair da mansão que dividia com o marido no interior de São Paulo, voltando para uma comunidade no Rio de Janeiro. Em entrevista à colunista Fábia Oliveira, ela explicou sua decisão.

“Não temos mais a vida que tínhamos antes, mas não tem ninguém passando necessidade. A mudança foi bem louca. Acordei um dia e vi que preciso de ajuda”, afirmou.

Em seguida, comentou que a mudança serviu também para ficar mais perto de sua família: “Agora vim para perto da minha mãe para ela me ajudar um pouco. Wagner (nome verdadeiro de Mr. Catra) não está mais comigo. Antes ele era o pilar da casa e agora não tenho mais ele. E em São Paulo eu estava muito distante da minha família, então percebi que ficava mais triste em São Paulo”, lamentou.

No entanto, ela lembrou de quem esteve do lado dela nos momentos mais críticos após a morte do funkeiro. No caso, foi o cantor Buchecha: “Ele foi um bom amigo. Wagner sempre vivia rodeado de amigos, mas na hora em que precisei de verdade foram poucos. Quem quer ajudar, ajuda”, disse.

“Todos sabem que o provedor da casa era ele e ninguém veio até a mim perguntar se eu estava precisando de alguma coisa”, acrescentou, falando ainda sobre os vários filhos que o músico tinha: “Ele trabalhava para o pão de cada dia. Tinha 32 filhos e ajudava a todos. Nunca deixou faltar nada. No Brasil que vivemos hoje, não existe ninguém rico com 32 filhos”, declarou.

Comentários