Quatro filmes terão exibições especiais no 29º Cine Ceará; saiba quais são

Lilia Cabral em cena de Maria do Caritó, filme baseado em peça escrita especialmente para ela - Foto: Reprodução

Lilia Cabral em cena de Maria do Caritó, filme baseado em peça escrita especialmente para ela – Foto: Reprodução

Quatro longas-metragens terão Exibições Especiais no 29º Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema, que acontece de 30 de agosto a 06 de setembro, em Fortaleza.

Além do já divulgado A Vida Invisível de Eurídice Gusmão, de Karim Aïnouz, escolhido para abrir o festival, outros dois diretores cearenses levam seus longas para o 29º Cine Ceará: Soldados da Borracha, documentário de Wolney Oliveira, e Pacarrete, de Allan Deberton, que encerra a programação. A ficção Maria do Caritó, estrelada por Lilia Cabral e dirigida por João Paulo Jabur, também está na lista. O longa faz sua estreia mundial no Cine Ceará.

 

OS LONGAS

Soldados da Borracha

Wolney Oliveira. 2019. 82 min. Documentário. Brasil.

Soldados da Borracha resgata a saga de cerca de 60 mil brasileiros, enviados para a região amazônica pelos governos do Brasil e dos Estados Unidos durante a segunda Guerra Mundial, em mirabolante plano para extrair látex, material estratégico imprescindível para a vitória dos Aliados. As promessas da volta a casa como heróis da pátria e de aposentadoria equivalente à dos militares, nunca se cumpriram. Hoje centenas deles, já com idade avançada e em situação de pobreza, esperam o dia do reconhecimento oficial.

O documentário estreou mundialmente no 24º Festival É Tudo Verdade. O longa conquistou o prêmio de Melhor Longa-Metragem Nacional pelo júri da Associação Brasileira de Documentaristas e Curta Metragistas de São Paulo (ABD-SP).

Maria do Caritó

João Paulo Jabur. 2019. 94 min. Ficção. Brasil.

Cansada da vida solitária que leva, Maria (Lilia Cabral) sonha em encontrar um verdadeiro amor. Prometida pelo pai para ser entregue virgem a São Djalminha, um santo de quem ninguém nunca ouviu falar, só mesmo um milagre poderia ajudar. A única certeza que Maria tem é que, custe o que custar, ela precisa desencalhar e sair de uma vez desse Caritó.

O longa é baseado em uma peça homônima, “escrita especialmente para o retorno da atriz Lilia Cabral ao teatro”, como conta o escritor Newton Moreno no início do texto. A comédia dramática ficou cinco anos em cartaz antes de ganhar as telas dos cinemas e foi um verdadeiro sucesso de público. Indicada a seis categorias no Prêmio Shell 2010, a peça ‘Maria do Caritó’ contou ainda com a vitória de Lilia Cabral na categoria de Melhor Atriz no Prêmio Contigo 2011. A sua première mundial será no 29º Cine Ceará.

Pacarrete

Allan Deberton. 2019. Ficção. 95 min. Brasil.

Pacarrete é uma bailarina incomum que vive em Russas, no interior do Ceará. Na véspera da festa de 200 anos da cidade, ela decide fazer uma apresentação de dança, como presente, “para o povo”. Mas parece que ninguém se importa…

O longa estreou mundialmente no Festival Internacional de Cinema de Xangai e estará na mostra competitiva do Festival de Gramado. No Cine Ceará ele foi escolhido para ser o filme de encerramento. A exibição será dia 06 de setembro no Cineteatro São Luiz.

A Vida Invisível de Eurídice Gusmão

Karim Aïnouz. 2019. Ficção. 139 mim. Brasil, Alemanha.

Rio de Janeiro, 1950. Eurídice, 18, e Guida, 20, são duas irmãs inseparáveis que moram com os pais em um lar conservador. Ambas têm um sonho: Eurídice o de se tornar uma pianista profissional e Guida de viver uma grande história de amor. Mas elas acabam sendo separadas pelo pai e forçadas a viver distantes uma da outra. Sozinhas, elas irão lutar para tomar as rédeas dos seus destinos, enquanto nunca desistem de se reencontrar.

Após vencer o prêmio de melhor filme na mostra Un Certain Regard de Cannes – primeiro filme brasileiro a receber o prêmio máximo na categoria, o projeto foi contemplado com o também inédito CineCoPro Award no Filmfest München, na Alemanha. O longa de Aïnouz foi escolhido para ser o filme de abertura do festival e será exibido dia 30 de agosto, no Cineteatro São Luiz.

Comentários