Ex-BBB Clara Aguilar volta a trabalhar como camgirl: “Me chama no privado”

Clara Aguilar voltou a trabalhar como camgirl - Foto: Reprodução/ Instagram

Clara Aguilar voltou a trabalhar como camgirl – Foto: Reprodução/ Instagram

Uma das confinadas da 14ª edição do Big Brother Brasil, Clara Aguilar voltou a trabalhar como camgirl – profissão que exercia na época em que entrou para o reality show da TV Globo.

Em seu Instagram, a DJ e youtuber postou uma foto na qual aparece usando uma camiseta com os dizeres Câmera Privê, e deu o recado: “Para bom entendedor, uma camiseta basta”, escreveu.

Segundo apurou o CENAPOP, o perfil da ex-BBB já está ativo e funcionando de vento em popa na plataforma.

Na página, Clara é classificada como “popstar”, usa o apelido de Skullblondie e já tem mais de 100 avaliações.

“Sou CamGirl desde 2006, DJ desde 2012 e dona de um dos maiores canais sobre sexo do YouTube. Quer descobrir mais sobre a minha personalidade!? Me chama no chat privado ou exclusivo e vamos nos conhecer melhor”, diz ela, na descrição da página.

Já ganhei 4 mil dólares em um dia

Apresentadora da série Diário de Uma Cam Girl, Clara contou que ganhava pouquíssimo dinheiro no início da carreira como camgirl.

“No começo eu não falava inglês e a sensualidade era zero. Ficava o dia inteiro online rebolando a bunda, e dinheiro que é bom… nada. Não conseguia segurar os clientes… fazia uns 40 dólares por dia. Um mês bom, dava uns US$400”, revelou.

A pindaíba, segundo ela, durou cerca de um ano. Com a ajuda de um desses clientes regulares, que deu dicas de como ela poderia trabalhar melhor diante da câmera, Clara começou a faturar mais.

Clara Aguilar voltou a trabalhar como camgirl - Foto: Reprodução/ Instagram

Clara Aguilar voltou a trabalhar como camgirl – Foto: Reprodução/ Instagram

“O dia mais feliz da Jéssica Summers [seu primeiro apelido como camgirl] foi quando ganhei US$ 500 em um só dia. Depois isso se tornou comum, eu conseguia 500 dólares fácil em um dia”, lembrou.

“Aí veio o silicone, fiquei com uns peitão, e veio o cabelo, e veio ficar loira. Fiquei parecendo as mulheres que saiam na Playboy americana, e então surgiu a Barbie Wild. Com ela, eu consegui a nota de cinco estrelas, e ganhava US$ 3.80 por minuto. Eu virei a número 1 do site e mudei o valor para US$ 5.80 o minuto”, continuou.

Segundo Clara, os valores que chegou a receber como Jéssica Summers no início se tornaram irrisórios perto do que já conseguia faturar com sua nova personagem:

“Já cheguei a faturar 4 mil dólares em um único dia. Minha vida mudou completamente. Nessa época eu faturava em média US$ 15 mil por mês, fui morar nos Jardins – bairro nobre de São Paulo – fiquei deslumbrada”, confessou.

Apesar de faturar bastante, Clara contou que gastava muito com roupas e que não conseguiu juntar dinheiro:

“Se eu tivesse guardado dinheiro na época, estaria com a vida ganha. Eu gastava muito, principalmente com roupas. Hoje eu acho esse pensamento ridículo, mas não me arrependo, porque os erros do passado me fizeram ser quem sou hoje. Hoje sou mais consciente”, completou.

Volta ao trabalho após cirurgia íntima

Em fevereiro, Clara se submeteu a uma ninfoplastia – cirurgia plástica feita na vagina para retirar o excesso de pele dos grandes lábios – e deu detalhes da cirurgia.

À revista Marie Claire, a youtuber falou sobre o procedimento, e contou que sempre se incomodou com sua aparência física:

“Desde sempre tive um excesso de pele que me incomodava, principalmente na hora de me vestir. Era algo que me incomodava porque marcava na roupa, no biquíni e tinha calcinha que me machucava, chegava até a ficar ‘beliscando’. Tem mulher, inclusive, que sente dor na hora de transar. Fazer a cirurgia para agradar alguém não acho correto. Tem de fazer se realmente acredita que precisa”, opinou.

À publicação, Clara explicou que ficou com medo de perder a sensibilidade no local após o procedimento, e revelou que as coisas até melhoraram após a cirurgia:

“Eu fiquei morrendo de medo e perguntava ao médico o tempo todo se perderia a sensibilidade e ele me respondeu que esta cirurgia não afeta o clitóris, mas só nas laterais. Acho que, depois do procedimento, sinto ainda mais prazer. Não sei porquê”, disse.

Ao falar sobre o resultado do procedimento, Clara disse que ficou 100% satisfeita:

“Ficou perfeito, do jeito que eu imaginava. Meus dois lados eram grandes, sempre os tive assim desde que era virgem. Vale muito o que custa. Eu queria colocar um antes e depois porque é inexplicável. Muda muito. Eu confesso que a minha autoestima é outra. Não curtia quando colocava uma legging e ficava marcando. Além disso, não sinto mais dor quando visto algo apertado”, comemorou.

Casada com o produtor Giu Daga, Clara Aguilar disse que o marido nunca reclamou da aparência de sua vagina, e que a decisão de operar foi dela mesma:

“Meu marido chegou a dizer para eu não fazer a cirurgia porque gostava do jeito que era, mas eu me incomodava. Desde a época da minha adolescência eu não gostava, tinha vergonha, mas nunca nenhum boy reclamou. Sempre recebi muitos elogios”, completou.

LEIA MAIS

Mileide Mihaile sobre o término do namoro
Kelly Key lembra ensaios antigos em vídeo
Latino e Jéssica Rodrigues terminam noivado
Aos 48, Maria Cândida exibe celulites de maiô
Ludmilla fala sobre sua nova mansão no Rio
Mylla Christie posa de maiô e é ovacionada

Veja mais notícias de Famosos.

Comentários