Érika Januza critica fiel que derrubou padre Marcelo Rossi: “Alma doente e cruel”

Érika Januza classificou empurrão de fiel em padre Marcelo como crueldade - Foto: Reprodução/ Instagram

Érika Januza classificou empurrão de fiel em padre Marcelo como crueldade – Foto: Reprodução/ Instagram

Seguidora de padre Marcelo Rossi, Érika Januza recorreu ao Instagram para falar sobre a agressão sofrida pelo religioso durante uma missa em Cachoeira Paulista, interior de São Paulo, no último domingo (14/07).

Na rede social, a atriz postou uma foto na qual aparece ao lado de padre Marcelo, e elogiou a postura do religioso após o ocorrido:

“Ele, iluminado como é, não quis falar sobre o assunto e disse que ‘Maria passou na frente e pisou na cabeça da serpente’. E sim, passou! Mas como sua fiel, não poderia deixar de me manifestar sobre esse ato de crueldade e falta de amor ou o que quer que seja. Empurraram o padre do altar, mas ele forte se levantou e seguiu a celebração, pois o amor de Deus sempre vence e te renova, te refaz”, escreveu.

Em seguida, Érika contou que ainda está indignada com o empurrão:

“Fiquei muito indignada, e ainda estou. Mas me coloco sempre em reflexão quando vejo atitudes como essa. Como pode tanta crueldade no mundo? Enquanto ele leva a palavra de amor de Deus, alguém sai de sua casa para destruir. Precisamos nos colocar em oração por essas almas, doentes ou cruéis, que não pensam em suas atitudes. Cada um tem sua crença e é preciso, urgente e necessário respeitar todas elas. O amor ao próximo, independentemente de qualquer coisa, é o que precisa prevalecer”, continuou.

No final, a atriz desejou força para padre Marcelo:

“Força, padre Marcelo! Que você continue firme e de pé na caminhada para nos levar suas palavras de amor e esperança e seguirmos com Deus e Maria na frente nos protegendo e vencendo as barreiras”, completou.

Mais informações sobre o incidente

No momento da agressão, pelo menos 50 mil pessoas participavam da celebração comandada por padre Marcelo Rossi.

Após a queda, ele ainda voltou ao palco minutos depois e continuou com a pregação. O padre não se feriu gravemente. Informações obtidas pela jornalista Marina Andrade dão conta de que, depois de empurrá-lo, a mulher desceu do palco e fugiu pulando as grades, mas foi contida por outros fiéis.

A Polícia Militar confirmou  que a mulher foi encaminhada para a delegacia de Lorena, onde o caso será registrado. Segundo a corporação, é a Canção Nova quem está dando seguimento ao caso, já que o Padre Marcelo Rossi decidiu não registrar a agressão.

A responsável pelo incidente tem 40 anos e esteve no evento junto a uma caravana que veio do Rio de Janeiro. Seus acompanhantes informaram à PM que ela sofre de transtornos mentais.

LEIA MAIS

Ex-BBB Tatiele Polyana ganha 5 quilos de músculos
Maternidade: Tatá Werneck vai ao médico de pijama
Ex-marido de Ana Paula Pituxita cobre tatuagem
Ex-BBB Letícia Santiago faz novos procedimentos
Ciumenta assumida, Maiara desabafa na web
Kylie Jenner faz topless e 10 milhões de curtem

Veja mais notícias de Famosos.

Comentários