“A gente se fala pelo WhatsApp”, diz Compadre Washington sobre dançarinas do É o Tchan

"A gente se fala pelo WhatsApp", diz Compadre Washington sobre dançarinas do É o Tchan - Foto: Reprodução/Instagram

“A gente se fala pelo WhatsApp”, diz Compadre Washington sobre dançarinas do É o Tchan – Foto: Reprodução/Instagram

Desde que chegou ao estrelato, no meio dos anos 90, o grupo É o Tchan passou por algumas reformulações. Principalmente no que diz respeito a seus dançarinos.

Os clássicos são Jacaré, Carla Perez e as SheilasCarvalho e Mello. Compadre Washington, vocalista do grupo ao lado de Beto Jamaica, diz que ainda mantém contato com todos eles – ou quase todos.

“Sempre estou em contato. A gente se fala pelo WhatsApp. Jacaré sou padrinho de casamento, a Sheila Mello dança com a gente com mais frequência. Estou sempre em contato. A Carla Perez é mais difícil… Só consigo ver a Carla quando ela vai para Salvador no verão. A gente se encontra no ensaio do Harmonia do Samba. Já a Scheila Carvalho não tenho contato”, disse ele para a Revista Quem.

Para quem não sabe, Washington e Sheila Carvalho tiveram um relacionamento de aproximadamente quatro anos, e que não terminou de uma forma amigável. Por essa razão, eles não se falam.

Ele ainda comentou sobre os planos para reunir todos os ex-integrantes para a gravação de um DVD em setembro. “A pretensão é chamar os outros dançarinos. Assim como nos dez anos do Tchan, que eles foram. Não sei se eles vão porque cada um tem uma obrigação. O Jacaré mora no Canadá, Carla Perez em Orlando… Mas vamos tentar”, informou.

Assalto na Virada

Compadre Washington também comentou sobre o assalto que sofreu durante a Virada Cultural neste ano. Ele acabou sendo agredido e levou 40 pontos na cabeça, ficando quatro dias internado.

“A violência está geral no Brasil. Não me surpreendi com o assalto, mas não esperava que aquilo fosse acontecer porque estou acostumado a frequentar aquela lanchonete. Mas quem me roubou não foi ladrão, foi viciado em drogas. Tanto é que eu estava usando corrente de ouro, relógio e tinha dinheiro comigo, mas levaram só o meu celular”, disse.

A agressão acabou deixando uma sequela: Washington relata ter problemas de visão. “Me machucaram. Levei 40 pontos na cabeça e fiquei quatro dias internado. Agora estou bem, mas com problema na vista. Por causa da pancada, inchou e estou com esse incômodo na vista. Marquei um oftalmologista para fazer revisão”, afirmou.

LEIA MAIS

Modelo assume namoro com Rômulo Neto
Bruno de Luca diz que foi apaixonado por Sandy
Gleici conta o que fez com o prêmio do BBB
Luana Piovani fala sobre casamento e fantasias
Criticado, Ferrugem posta desabafo na web
Flávia Pavanelli fala sobre relacionamentos

Veja mais notícias de Famosos.

Compadre Washington durante sua internação no Hospital das Clínicas, em São Paulo, depois da agressão - Foto: Reprodução/Instagram

Compadre Washington durante sua internação no Hospital das Clínicas, em São Paulo, depois da agressão – Foto: Reprodução/Instagram

 

Comentários