Ashton Kutcher deve depor em investigação sobre assassinato de sua ex-namorada

Ashton Kutcher e Ashley Ellerin, ex-namorada do ator. assassinada em fevereiro de 2001 - Foto: Reprodução/Instagram

Ashton Kutcher e Ashley Ellerin, ex-namorada do ator. assassinada em fevereiro de 2001 – Foto: Reprodução/Instagram

Poucos se lembram de um caso rumoroso que aconteceu em 2001: o ator Ashton Kutcher namorava uma jovem estudante de moda de 22 anos chamada Ashley Ellerin. Ela foi morta com 47 facadas em fevereiro daquele ano. Kutcher chegou a estar no local do crime, mas não percebeu que Ashley estava morta.

O caso ficou sem solução durante muito tempo, até que investigadores conseguiram conectá-lo a Michael Gargiulo, suspeito que poderá ir a julgamento pelo crime e também pelo assassinato de outra mulher, Maria Bruno, de 32 anos.

Agora, a polícia americana quer que Ashton colabore com um novo depoimento, na esperança de elucidar o caso de uma vez e mandar Gargiulo para julgamento.

Na época, Kutcher havia dito que esteve na casa de Ashley, com quem estava combinando ir a cerimônia do Grammy naquele ano. Ele afirma ter chamado por ela várias vezes em frente a residência, sem resposta. Observando de uma janela, ele viu uma poça de líquido vermelho no chão, mas imaginou se tratar de vinho – na verdade, era o sangue da vítima. Depois de insistir, ele resolveu voltar para sua casa, não sem antes notar que o carro de Ashley ainda estava na garagem.

Espera-se que, com o novo depoimento, Kutcher possa ajudar com mais detalhes daquela noite e assim, finalmente, levar o caso para a corte.

 

Comentários