Impedida de desfilar por causa de tatuagem de Bolsonaro, modelo desabafa na web: “Não é justo”

Erika Canela diz ter sido impedida de desfilar por causa de tatuagem de Jair Bolsonaro - Foto: Reprodução/ Instagram

Erika Canela diz ter sido impedida de desfilar por causa de tatuagem de Jair Bolsonaro – Foto: Reprodução/ Instagram

Musa da Unidos de Vila Maria, Erika Canela diz ter sido impedida de desfilar pela agremiação por um motivo um tanto insólito; uma tatuagem que fez para homenagear o presidente Jair Bolsonaro.

Acostumada a ostentar o corpo cheio de curvas na web, a modelo protestou no Instagram dizendo que “pagou a tatto com o próprio dinheiro”, e que não é justo ela ficar de fora do desfile:

“Eu usei o meu dinheiro (pra fazer a tatuagem), não prejudiquei ninguém e em nenhum momento fui atrás de mídia. Não estava à procura disso e não é justo o que estão falando de mim, o ódio que estão propagando de graça. Mas me avisaram que eu não poderia mais desfilar”, explicou.

Segundo Erika – que já chamou a atenção no passado por tatuar o rosto de Donald Trump nas costas –, a decisão foi tomada para evitar problemas na avenida: “Foi pra me prevenir e não ter manifestações violentas. Foi melhor assim”, continuou.

Erika Canela diz ter sido impedida de desfilar por causa de tatuagem de Jair Bolsonaro - Foto: Reprodução/ Instagram

Erika Canela diz ter sido impedida de desfilar por causa de tatuagem de Jair Bolsonaro – Foto: Reprodução/ Instagram

Vencedora da edição de 2016 do Miss Bumbum, Erika fez a tatuagem de Jair Bolsonaro logo após ficar sabendo do resultado das urnas. O ato, segundo ela, foi tomado em um momento de euforia:

“Não era pra estar passando por isso, fiz (a tatuagem) em um momento de euforia, sou jovem. Nunca serei esse tipo de pessoa que vocês (críticos) estão dizendo. Estou tentando me afastar de tudo o que me faz mal nesse momento. Eu não sou o perfil da sociedade que vocês almejam”, opinou.

Veja abaixo.

Revista Playboy, carnaval e Miss Bumbum

Após vencer o Miss Bumbum 2016, Erika Canela ganhou centenas de milhares de seguidores nas redes sociais (são mais de 340 mil só no Instagram), participou de programa na TV e foi capa da revista Playboy portuguesa.

Sem problemas para exibir as curvas, a morena curtiu o carnaval em um camarote no ano passado usando camiseta aberta e adesivos nos seios. Ousada, ela já mostrou várias vezes na web que não tem medo de fazer topless.

LEIA MAIS

Erika Canela: As fotos da vencedora do Miss Bumbum
De topless, Erika Canela cobre os seios com melancia
Erika Canela: Brilho e adesivos nos seios no carnaval
Bastidores de Erika Canela na Playboy portuguesa
Miss Bumbum tatua o rosto de Donald Trump nas costas

Veja mais notícias de Famosos.

Comentários