Ana Furtado fala sobre mudança capilar após câncer: “Tenho fios lisos, ondulados e crespos”

Ana Furtado antes e depois de adotar o cabelo curto - Foto: Reprodução/ Instagram

Ana Furtado antes e depois de adotar o cabelo curto – Foto: Reprodução/ Instagram

Já curada do câncer de mama, Ana Furtado contou que sua vida passou por uma verdadeira revolução assim que recebeu o diagnóstico da doença.

Em seu Instagram, a apresentadora contou que a doença a fortaleceu, e revelou ainda qual era o seu pior medo durante o tratamento:

“Há quase 1 ano recebi o diagnóstico de câncer de mama e uma revolução se iniciou na minha vida. Aprendi mais com a doença do que sofri. Mesmo a convivência com dores constantes, cansaço e dúvidas sobre o meu futuro não me impediram de trilhar um caminho com força, muita fé e coragem. Me superei diariamente. Conheci em mim uma força que não sabia que tinha”, começou.

Queda e mudança no cabelo

Na postagem, Ana Furtado revelou que um de seus maiores medos era perder o cabelo, um dos efeitos colaterais mais comuns da quimioterapia.

Ana Furtado optou pela crioterapia para diminuir a queda de cabelos após a quimioterapia - Foto: Reprodução/ Instagram

Ana Furtado optou pela crioterapia para diminuir a queda de cabelos após a quimioterapia – Foto: Reprodução/ Instagram

“Como qualquer paciente de câncer, tive temores e fraquezas. Começar a perder o cabelo foi um deles. Não podia controlar a queda. Eu, que sempre amei e cuidei dele. Aprendi que não temos controle sobre nada. Só Deus. E Ele sabe o que faz. E q tudo passa. Foram muitas as fases do meu cabelo”, disse.

“Perdi 30% na quimioterapia, graças à touca de congelamento. Terminei o tratamento com mais uma vitória. Pude usar tiras de cabelo para dar o volume perdido e manter o meu visual de sempre — o que foi um dos fatores que mantiveram minha autoestima elevada e me fizeram passar por esse processo ainda mais confiante”, continuou.

Queda voltou com novo remédio

Quase três meses após sua última dose de quimioterapia, Ana contou que começou a tomar um medicamento, e que seu cabelo voltou a cair, e que chegou a recorrer ao megahair e outros tratamentos:

“Até que o Tamoxifeno chegou. O medicamento, que por 5 anos fará parte da minha rotina diária, inibiu repentinamente meus hormônios e atingiu em cheio o meu cabelo. De novo?! Passados mais de 2 meses da última quimioterapia, ele voltou a cair. Nesta 3ª fase de tratamento recorri a mais tiras, ao mega e a tratamentos locais até o corpo entender o que acontecia e a queda cessar”, revelou.

“Hoje tenho tipos e tamanhos de fios diferentes. Liso, ondulado e crespo. Curtos, médios e longos. Descobri isso após tirar tudo o que usava e me redescobri linda e pronta para mais uma mudança: assumir meu cabelo como ele é e como quer se apresentar”, garantiu.

“Foi importante para mim manter minha imagem como sempre foi. Tive a oportunidade e fiz essa escolha. Agora é diferente. No meu último estágio de ‘reconfiguração’ reiniciarei minha vida livre e renovada. O corte curto é uma forma de agradecer ao meu cabelo por tudo. Por ter sido tão forte. E em retribuição dar a ele a chance de se renovar por completo. Renascer como eu. Devo isso a ele… Hoje reconheço no espelho uma guerreira vitoriosa, repaginada e feliz. Grata por estar viva e ter evoluído como pessoa. Agradecida pela força e carinho recebidos. Sem vocês tudo teria sido bem mais difícil. Muito obrigada”, completou.

LEIA MAIS

Glória Menezes defende Marina Ruy Barbosa
Marcos Mion fala sobre filho autista
Claudia Leitte revela mudanças em seu corpo
Anitta mostra prévia de Bola Rebola na web
Zezé Di Camargo posa na academia e é elogiado
Fernanda Gentil muda e surge morena na web

Veja mais notícias de Famosos.