Tendência do verão, bronzeamento com biquíni de fita isolante exige cuidados; especialista explica

Letícia Santiago aproveitou o sol da última terça-feira (29/01) para renovar o bronzeado - Foto: Reprodução/ Instagram

A ex-BBB Letícia Santiago está na lista das famosas que aderiram à moda do bronzeamento com biquíni de fita isolante – Foto: Reprodução/ Instagram

Uma das tendências deste verão, o bronzeamento com biquíni de fita isolante está ganhando cada vez mais adeptas.

Em busca da maquinha hiperdefinida e do bronzeado perfeito, muita gente (anônimas e famosas) está recorrendo ao procedimento.

Só para você ter uma ideia, o time de famosas que já experimentaram inclui a sertaneja Simone, da dupla com Simaria, as dançarinas Sheila Mello e Scheila Carvalho, Geisy Arruda, as ex-BBBs Letícia SantiagoJaqueline Grohalski, a youtuber Camilla Uckers, a modelo Tati Minerato e as funkeiras Jojo Todynho e Mulher Melão.

Diante dessa aparente “banalização” da prática, o CENAPOP decidiu investigar se há (ou não) algum problema em tomar sol – ou se enfiar numa máquina de bronzeamento artificial – usando biquíni de fita adesiva, e o que descobrimos é que o procedimento exige cuidados.

Anitta no videoclipe de Vai, Malandra! - Foto: Reprodução/ Instagram

Anitta usou o biquíni de fita isolante na gravação do videoclipe de Vai, Malandra! – Foto: Reprodução/ Instagram

Para a Dr. Lúcia Haidar, que é Dermatologista, é preciso ter cautela ao escolher o bronzeamento com biquíni de fita isolante, já que a atividade ainda não é vistoriada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Ao falar sobre o assunto, a especialista chamou a atenção para os elementos químicos utilizados na composição das fitas isolantes e ou adesivas:

Dr. Lúcia Haidar chamou a atenção para os elementos químicos utilizados na composição da fita isolante - Foto: Arquivo Pessoal

Dr. Lúcia Haidar chamou a atenção para os elementos químicos utilizados na composição da fita isolante – Foto: Arquivo Pessoal

“Qualquer produto com química pode trazer problemas para a pele da pessoa. A fita isolante possui vários agentes potencialmente perigosos para o corpo em sua composição, que por si só, pode causar uma alergia grave a médio e longo prazo”, alertou.

A combinação de biquíni de fita isolante com produtos feitos em casa para acelerar o bronzeado, os famosos “aceleradores”, também é uma combinação arriscada na opinião da Dr. Lúcia Haidar:

“O uso de produtos caseiros e não aprovados pela Agência de Vigilância Sanitária, associados aos problemas da composição química da fita isolante, pode causar problemas sérios não só para a pele. Ao usar esses produtos sem qualquer garantia, se coloca em risco a integridade do corpo como um todo”, garantiu.

O barato pode sair caro

Em busca da marquinha perfeita, a contadora manauense Adriana Fernandes resolveu experimentar o bronzeamento com biquíni de fita isolante, e acabou tendo graves problemas de insolação e queimaduras pelo corpo.

Em conversa com o CENAPOP, Adriana disse que chegou até uma clínica com “preços populares” após ver um anúncio em uma rede social. Pagou R$ 80 em uma sessão, e muito mais que isso em medicamentos.

Para a Dra. Lúcia Haidar, a melhor escolha ainda é o tradicional biquíni com banho de sol em horários estratégicos. O ideal é evitar os horários de pico (das 10h às 16h) e sempre usar protetor solar.

LEIA MAIS

Mari Antunes exibe barriga sarada de biquíni
Apresentadora da Globo perdeu 71 quilos
Marcelo D2 diz que recebe ameaças de morte
Letícia Santiago exibe corpão de biquíni
Thais Carla chora ao relatar ataques na web
Vídeo: O casório de Laura Neiva e Chay Suede

Veja mais notícias de Famosos.

Comentários