“Se me derem um papel de homem, raspo a cabeça e tiro o peito”, diz Carol Marra

Carol Marra contou que não dispensa um desafio como atriz – Foto: Reprodução/ Instagram

Um ano e meio após passar por uma cirurgia de redesignação, Carol Marra contou que não teria problema algum em raspar a cabeça e tirar os peitos em nome da arte.

Prestes a viver sua primeira protagonista no cinema – no filme Odara, dirigido Ana Cavazzana, que começa a ser rodado após o carnaval – a atriz e modelo defende que o “ator não tem gênero”, e diz que não foge de um desafio:

“Se me derem um papel de homem, eu juro que raspo a cabeça, tiro o peito e faço com a maior alegria. Eu gosto de ser desafiada. Acho que qualquer ator também gosta”, contou.

À revista Marie Claire, Carol comemorou o fato de pessoas transexuais terem saído da invisibilidade, e defendeu o “empréstimo do corpo” para a arte:

“O ator não tem sexo. Na Grécia antiga quem fazia os papéis femininos eram os homens. O mundo é diverso e colorido e não cabe nos dias de hoje existir estes estereótipos. Vários atores são gays e fazem papéis de galãs héteros. Qual é o problema? Tudo é fantasia. O desafio é emprestar o seu corpo para qualquer papel”, opinou.

“Graças a Deus saímos da invisibilidade. Antes a trans era apenas aquela profissional da esquina. Hoje elas estão no teatro, na televisão, dão aulas, têm cargos políticos, cantam lindamente… É incrível ver que saímos da invisibilidade”, completou.

LEIA MAIS:

Thammy revela possíveis nomes do filho(a)
Isis Valverde é criticada por posar sem o filho
Barbara Evans é criticada por apê bagunçado
Roberta Rodrigues posa com biquíni de fita
Mayra Cardi mostra parte do rostinho da filha
Simaria brinca com a chegada da idade

Veja mais notícias de Famosos.

Tags