Eliana nega rivalidade com Xuxa, Angélica e Mara Maravilha: “Nunca fui inimiga de nenhuma delas”

Eliana negou rivalidade com Xuxa, Angélica e Mara na década de 90 – Foto: Reprodução/ Record

Convidada do Programa do Porchat desta segunda-feira (24/09), Eliana comentou a suposta rivalidade com outras duas grandes apresentadoras de programas infantis na década de 90.

Em conversa com Fábio Porchat, que comanda o talk show na Record, a apresentadora disse que nunca considerou Xuxa, Angélica ou Mara Maravilha suas inimigas:

“Nunca fui inimiga de nenhuma delas. Zero inimizade. Eu ia à casa da Xuxa, ia à casa da Mara, da Angélica menos, ela era mais reservada. Sempre tive uma ótima relação com todas. Havia notícias na época de que elas tinham rusgas uma com as outras, mas eu estava de fora”, disse.

Ao falar sobre a época, Eliana lembrou que o programa que comandava sofria pela falta de estrutura, e que dessa dificuldade surgiu um de seus maiores sucesso; a música Os Dedinhos:

“A Xuxa tinha um aparato muito maior que o meu. A Angélica tinha um castelo, a Mara vinha de um trem… Eu brincava com as crianças sentada no chão, desenhando, pintando, a minha proximidade com elas era como se e fosse uma amiga mais velha. A música Os Dedinhos surgiu, é muito curioso, de uma necessidade. Enquanto a Xuxa, a Angélica e a Mara Maravilha tinham o balé, os cenários, as paquitas, as angelicats… eu não tinha nada. Eu tinha um banquinho, um cromaqui e uma câmera. Comecei a fazer dancinhas com as mãos, a dancinha dos dedinhos que eu mesma tinha inventado”, explicou.

Preocupação com a sensualidade e nudes

No bate-papo com Fábio Porchat, Eliana contou que se preocupava bastante com a imagem que estava passando para as crianças.

Eliana contou que se preocupava muito com a imagem que passava para as crianças – Foto: Reprodução/ Record

“Nos muitos anos nos quais eu trabalhei com crianças, não deixei a minha sensualidade transparecer. A minha voz era fininha, eu não usava roupa curta, não pintava as unhas de vermelho, não usava batom vermelho, e tudo isso era uma postura minha. Eu não queria passar uma referência errada para as crianças”, comentou.

Após muito tempo trabalhando com público infantil, a apresentadora contou que precisou da ajuda de uma sexóloga para “se soltar mais” quando começou a comandar o Programa da Eliana:

“Quando eu fui fazer o programa para a família, a direção disse que eu precisava me soltar mais. Daí veio uma sexóloga e ficava dizendo para eu rebolar, ela dizia que eu estava muito dura, pedia para eu cruzar a perna, usar minissaia, batom, e pintar as unhas de vermelho”, revelou.

“Eu já tinha mais de 30 anos. Tive que eliminar esse bloqueio e deixar a mulher aflorar. Na época, houve até uma pessoa que sugeriu que eu posasse para a Playboy. Ela disse que iria ser ótimo para mim. E aí eu nem cogitei. Fui chamada algumas vezes e nunca aceitei. Nada contra quem fez, mas não fazia parte da minha carreira”, continuou.

Na continuação, Porchat perguntou se Eliana mandava nudes, e a apresentadora respondeu:

“Acho que já, é… óbvio, né? Hoje em dia é super perigoso, né? Então, faz um tempinho que eu não mando, mas já mandei”, completou.

LEIA MAIS:

Jojo relata perrengue nos EUA
Marquezine promete ajuda à seguidora
Modelo assume namoro com Lucas Lucco
Isis Valverde mostra barrigão de 8 meses
Luiza Tomé responde hater na web
Anitta fala de figurino ousado

Veja mais notícias de Famosos.

Comentários