“A Tiazinha era dominadora, e não um objeto”, defende Suzana Alves, nos 20 anos da personagem

Suzana Alves como Tiazinha, no Programa H, no final da década de 90, e em foto atual, aos 40 anos – Foto: Reprodução/ Instagram/ GMP Assessoria

Sucesso absoluto no final da década de 90, Tiazinha, assistente de palco do Programa H interpretada por Suzana Alves, acaba de completar 20 anos.

Ao falar sobre a data, a atriz lembrou uma das maiores críticas sofridas pela personagem – a de que reforçava a objetificação da mulher –, e defendeu:

“Não acredito que Tiazinha reforçasse ideias machistas. Ela era a dominadora, a dominatrix, a super heroína, e não um objeto. A fantasia vem de cada um querer alimentar o que tem dentro de si!”, argumentou.

Ao jornal Extra, Suzana revelou que não se arrepende de ter feito a personagem, que usou tudo em favor de seu pessoal, e que hoje se considera uma mulher completa:

“A Suzana de hoje é uma construção das escolhas que fiz em minha vida, e se iniciou lá atrás, antes e na época da Tiazinha. Sempre quis ser independente profissionalmente, ser mãe e ter a minha família. Atualmente, eu me sinto completa, sempre em busca da maturidade espiritual. Isso não tinha na época da Tiazinha. Não me arrependo de nada, sempre usei tudo a favor do meu crescimento, e sempre aproveitei as oportunidades que Deus me deu”, continuou.

À publicação, a atriz contou que um de seus próximos trabalhos será no cinema. Ela estará no filme Vida de Lutador, dirigido por Elder Fraga e protagonizado por Júlio Rocha.

“Vou fazer minha primeira protagonista no cinema. E estamos capitando patrocínio para fazer A Farsa da Boa Preguiça, de Ariano Suassuna, no teatro”, comemorou.

LEIA MAIS:

Claudia Leitte ganha elogio de Ivete
Anitta homenageia o irmão na web
Bruno Montaleone tenta comer texto
Lais Ribeiro ousa no figurino em festival
Ana Morais posta foto com Cleo e Antônia
Ana Furtado comemora última quimio

Veja mais notícias de Famosos.